RÁPIDO & RASTEIRO – MARÇO DE 2022

EXPOSIÇÃO AMAZÔNIA

A exposição Amazônia, do fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, ganhou perfis oficiais no Instagram e no Twitter. Quem acessa pode acompanhar o processo de montagem da exposição, entrevistas, reportagens da mídia brasileira, além é claro, de algumas das fotos exibidas na mostra. Os links são: instagram.com/expoamazoniabr/ e twitter.com/ExpoAmazoniaBR.

No dia 2 de março, o Jornal da Gazeta exibiu uma matéria sobre a exposição, entrevistando algumas das pessoas que estavam visitando a mostra, além de uma entrevista com a esposa de Sebastião Salgado e curadora da exposição, Lélia Wanick Salgado.

O encerramento da exposição foi prorrogado para 30 de julho. Em Roma (Itália), a mostra também foi prorrogada. Inaugurada em 30 de setembro do ano passado e prevista para ser finalizada em 13 de fevereiro, a nova data de encerramento será no dia 25 de abril. A exposição também estará no Palais des Papes, na cidade francesa de Avignon, de 27 de junho a 30 de novembro deste ano.

Pra terminar, até o dia 29 de maio, no 2º Piso do Itaú Cultural (Avenida Paulista, 149 – Bela Vista, São Paulo – SP), está sendo apresentada a exposição “Amazônia: o processo de criação de Sebastião Salgado” que é um Making of da mostra principal, com 35 registros fotográficos feitos pela Lélia Wanick, pelo jornalista Leão Serva e pelo fotógrafo Everton Ballardin. Essa exposição paralela, tem organização curatorial do Núcleo de Artes Visuais do Itaú Cultural, produção e projeto expográfico de Alvaro Razuk e parceria do SESC. As imagens ali expostas são acompanhadas por uma trilha sonora do grupo Pau Brasil e trazem boa parte das dezenas de registros de Sebastião Salgado em ação por terra, água e ar, pelas lentes de Lélia, Serva e Ballardin.  

Amazônia: o processo de criação de Sebastião Salgado

Quando: De 8 de março a 29 de maio
Local: Itaú Cultural, 2º Piso (Av. Paulista, 149 – Bela Vista, São Paulo – SP)
Fotógrafos: Lélia Wanick Salgado, Leão Serva e Everton Ballardin
Textos: Leão Serva
Trilha sonora: Rodolfo Stroeter (Grupo Pau Brasil)
Concepção e organização: Itaú Cultural
Realização: Itaú Cultural e Maré Produções Culturais
Parceria: SESC

Fontes: SESC Pompeia|Ciclovivo|Francebleu|Agrpress

OXYMORE É EXIBIDO NO FESTIVAL SXSW

Oxymore, a mais recente criação musical de Jean-Michel Jarre, foi exibido nos dias 13 e 17 de março no famoso festival SXSW (South by Southwest), em Austin (Texas – EUA). A sombra intangível de Pierre Henry pairou sobre o trabalho imersivo, convidando o público a se perder em uma inesperada jornada acústica multicanal orquestrada por Jean-Michel. A experiência teve como cenário “Oxyville”, uma cidade virtual compatível com óculos Quest, inspirada em instrumentos musicais icônicos dos primeiros estágios da música eletrônica. A cidade é dividida em 11 distritos projetados para combinar com os 11 movimentos do concerto, onde o público explorou em plena imersão, um mundo social em Realidade Virtual.

Não foi a primeira participação de Jarre no festival. No ano passado, ele lançou sua primeira coleção de Cripto-arte com peças musicais originais especialmente compostas para uma série de fotos em preto e branco e três loops de vídeo animados, baseados no concerto virtual Welcome to the Other Side. Em 2020, Jarre participaria da palestra “Music Copyright & A.I.: Who Owns Code-Created Songs?” (Direitos autorais da música e I.A.: Quem possui músicas criadas por código?), mas o evento acabou sendo cancelado por causa da pandemia do Covid-19.

Fonte: schedule.sxsw.com

JARRE NÃO LEVA O SCHALLWELLE DE 2021

Conforme anunciamos no Rápido & Rasteiro de janeiro, Jean-Michel Jarre estava concorrendo mais uma vez, ao prêmio de ‘Melhor Artista Internacional’ do ano de 2021, no tradicional prêmio alemão “Schallwelle”. Infelizmente, Jarre ficou em 3º lugar, perdendo para o finlandês Kebu e para o grupo holandês UNI Sphere.

O álbum Welcome to the Other Side também ficou em 3º lugar na categoria ‘Melhor Álbum Internacional’, perdendo para o “TempUS” do UNI Sphere e “Urban Dreams” do Kebu. Já o álbum Amazônia ficou apenas em 6º lugar na categoria ‘Melhor Álbum de Música Ambiente’, perdendo para “Codes of the Biosphere” (Hinterland), “Temporal Paradox” (Martin Stürtzer), “Stochastic” (Carbon Based Lifeforms), “The Age of Cymatics” (S1gns Of L1fe) e “Astral Expanse” (Transponder).

Fonte: Schallwelle

MICHEL GEISS POSTA FOTO DO ‘RHYTHMICOMPUTER’ TIRADA DURANTE AS GRAVAÇÕES DO EQUINOXE

No dia 8 de março, o ex-le Tribe Michel Geiss postou no seu Facebook, uma foto do instrumento Rhythmicomputer no estúdio de Jean-Michel Jarre em Paris. O registro foi feito durante as gravações do álbum Equinoxe, lançado em 1978. Esta mítica máquina, estará exposta no “SynthFest 2022”, que acontecerá nos dias 1º, 2 e 3 de abril, na cidade francesa de Nantes.

“Por um tempo, minha bateria eletrônica, o Rhythmicomputer, ficou no estúdio de Jean-Michel Jarre em Paris, durante as gravações de Equinoxe.

16 botões de volume para os 16 instrumentos de percussão que eu projetei.
– 16 linhas horizontais para exibir o progresso do programa por diodos LED.
– divisão das medidas em 16 etapas no máximo.
– 16 interruptores (embaixo) para atuar em tempo real sobre o andamento dos padrões.
– backup de programas em fitas de áudio.
– baseado em uma placa KIM-1 com CPU 6502.

Muito trabalho de design e produção!”

No dia 22, Geiss postou:

“O Rhythmicomputer está sendo preparado para a sua partida rumo ao SynthFest 2022. Registro feito no estúdio de Jean-Michel Jarre (obrigado Jean-Michel) por François Astier. E obrigado ao Patrick Pelamourgues pela ajuda no local”.

Fontes: Michel Geiss|SynthFest France

MEMBROS DA LE TRIBE ESTARÃO PRESENTES NA ‘SYNTHFEST 2022’

Os ex-le Tribes Dominique Perrier e Francis Rimbert gravaram vídeos confirmando que estarão presentes na “Synthfest 2022”, exposição anual na qual amantes da música eletrônica, músicos, membros da industria fonográfica, além de expositores e fãs, apresentam o que há de melhor no setor ao público em geral. 

O primeiro a confirmar presença foi o Perrier, que gravou um vídeo publicado no dia 3 de março, no canal oficial da “Synthfest” no YouTube:

E no dia 20 de março, foi a vez de Francis Rimbert confirmar presença:

No dia 28, Jean-Michel Jarre deixou uma mensagem. Ele disse que está muito feliz pelo fato da “SynthFest” voltar a ser realizada com a presença do público. Infelizmente, ele não poderá estar lá fisicamente, mas estará de coração. Jean-Michel finalizou desejando uma boa feira para todos que estarão presentes.

Fonte: Synthfest

SOUVENIR OF CHINA É TRILHA SONORA DE EXPOSIÇÃO EM CURITIBA

É impossível contemplar o skyline de Curitiba e não ver uma obra assinada pela dupla de arquitetos Manuel Baggio e Flavio Schiavon para diferentes construtoras que atuam no segmento de alto padrão. Nos últimos 40 anos, eles desenharam algumas centenas de edifícios residenciais e comerciais que chamam a atenção pela criatividade, elegância e arrojo das formas. Recentemente, o escritório Baggio Schiavon Arquitetura (BSA) ultrapassou a marca de mil obras que compõem a paisagem não só de Curitiba, mas do interior do Paraná e de cidades de outros estados.

E para marcar essas quatro décadas de trabalho, uma exposição retrospectiva foi montada para contar a bem sucedida trajetória da dupla. Batizada de 40 + 40, a mostra ocupará a sala de vidro no vão central do Museu Oscar Niemeyer até o dia 31 de março. A data de abertura, 22.02.2022, segundo Flavio Schiavon, guarda múltiplos e submúltiplos de 40. “Optamos por trazer uma linha cronológica do trabalho do escritório justamente para mostrar toda a complexidade dos desafios arquitetônicos e de outras áreas. Encaro como uma prestação de serviços à comunidade ao dividir 40 renomados edifícios que vão inspirar os projetos que virão amanhã”, explica Schiavon.

Com projeto de Consuelo Cornelsen, que trocou a arquitetura pela profissão de produtora cultural, a Exposição 40 + 40 foi organizada dentro da sequência Fibonacci (sequência numérica que produz uma espiral) e do número de ouro (número irracional, constante e real, que representa a perfeição na natureza matematicamente). “Não será uma apresentação estática. Queremos incitar surpresa através da exposição de vídeos, divididos em totens de alturas diferentes, sincronizados com trilha sonora futurista (Souvenir of China, de Jean-Michel Jarre). Teremos uma cidade em ebulição, sem legendas. A interpretação é individual. Dedicaremos espaço ao que foi realizado, mas, sobretudo, pensaremos no futuro, em uma Curitiba ainda melhor”, afirma Cornelsen.

SERVIÇO:

Exposição 40 + 40: Baggio Schiavon Quarenta Anos de Arquitetura
Local: Museu Oscar Niemeyer – Rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico – Curitiba (PR)
Quando: De 22 de fevereiro a 31 de março

Fonte: reinaldobessa.com.br