EXPOSIÇÃO AMAZÔNIA É INAUGURADA NO SESC POMPEIA EM SÃO PAULO

O fotógrafo brasileiro Sebastião Salgado, nascido na cidade mineira de Aimorés e radicado em Paris, inaugurou sua exposição “Amazônia” no SESC Pompeia, em São Paulo. Esta é a primeira parada de uma turnê pelo Brasil da mostra, com a qual busca conscientizar sobre a preservação da maior floresta tropical do mundo e das comunidades indígenas.

Composta de mais de 200 imagens resultantes de sete anos de trabalho, a exposição de Salgado, que é reconhecido como o mais importante nome brasileiro da fotografia, foi lançada em maio de 2021 na capital francesa e posteriormente apresentada em Roma e Londres.

As fotos em preto e branco condensam uma imersão na floresta, com imagens de rios, montanhas e a vida em uma dezena de comunidades indígenas, acompanhadas por uma composição musical do francês Jean-Michel Jarre que recriou os sons da natureza amazônica.

A exposição ficará em cartaz em São Paulo até 10 de julho próximo e seguirá na sequência para o Rio de Janeiro, onde permanecerá até janeiro de 2023 no Museu do Amanhã. Em seguida, circulará por capitais de norte a sul do país, como Belém, Manaus e Belo Horizonte.

GALERIA DE FOTOS (clique nas imagens para ampliar):

01 – Lélia Wanick Salgado: esposa de Sebastião e curadora da exposição.
02 – Rodrigo Salgado: filho de Sebastião.
03 – Tatiana Feliciano: diretora de Gestão e Sustentabilidade na Energisa.
04 – Aurea Vieira: gerente de Relações Internacionais do SESC.
05 – Ana Quintella: fotógrafa internacional.
06 – Álvaro Razuk: arquiteto cujo estúdio montou a exposição no Brasil.
07 – Juliana Braga: gerente de Artes Visuais e Tecnologia do SESC São Paulo.
08 – Fernando Eichenberg: jornalista, escritor e cronista brasileiro radicado na França.
09 – Edson Franco: CEO Brasil da seguradora multinacional Zurich Insurance Group.
10 – Jacques Barthelemy: belga radicado no Brasil, dono da EBCO Systems, maior fornecedora de sistemas de segurança do País.
11 – Danilo Santos de Miranda: gestor cultural brasileiro e diretor do SESC no estado de São Paulo e sua esposa Mônica Carnieto, gerente do SESC.
12 – Maria Paula Fonseca: diretora Global da Marca Natura.
13 – Eduardo Saron, diretor do Itaú Cultural.
14 – Edson Franco, Sebastião Salgado, Danilo Santos de Miranda, Lélia Wanick, Maria Paula Fonseca e Sofia Fan (gerente do núcleo de artes visuais do Itaú Cultural).
15 – Uma das fotos exibidas na exposição.
16, 17 e 18 – Visitantes observam fotos de Sebastião Salgado na exposição.
19 e 20 – Sebastião Salgado.

VÍDEOS:

Band News e Jornal da Band

Jornal da Tarde (TV Cultura)

Jornal da Cultura

Repórter Eco (TV Cultura)

Fantástico (Rede Globo)

Agence France-Presse (AFP)

Portal Ambiental (México)

Associated Press Archive

TV Brasil

Jornal Nacional (Rede Globo)

SEBASTIÃO SALGADO – AMAZÔNIA
Quando: 15/02 a 10/07
Horários: Terça a sábado: 10h às 21h. Domingos e feriados: 10h às 18h
Onde: Sesc Pompeia (Rua Clélia, 93 – Pompeia, São Paulo – SP)
Local: Área de Convivência
Preço: Gratuito
Estacionamento: A Unidade não oferece serviço de estacionamento próprio. No entanto, existe um convênio para desconto no estacionamento Via Mais, localizado no subsolo do Supermercado Sonda (unidade Vila Pompeia – Rua Carlos Vicari, 155, esquina com a Rua Clélia).
Como usar?
Apresente o tíquete do estacionamento na bilheteria do Sesc Pompeia e pegue um selo de desconto da parceria com a rede Via Mais.
Preço: R$ 12,00, pelo período de 3 horas. Cada hora adicional custa R$ 3,00. O pagamento pode ser feito no primeiro subsolo do supermercado.
Para entrar no SESC Pompeia é necessário apresentar comprovante de vacinação contra Covid-19 (físico ou digital) e um documento com foto:
– Maiores de 12 anos devem apresentar o comprovante contendo as duas doses ou dose única da vacina.
– Crianças de 5 a 11 anos devem apresentar o comprovante evidenciando UMA dose (conforme calendário do município).
É obrigatório o uso de máscara cobrindo boca e nariz.
Mapa:


Ver mapa ampliado

Fontes: Estado de Minas|Jornal Imprensa Regional|Estadão
Fotos: Denise Andrade|Nelson de Almeida/AFP