RARIDADES E TESOUROS DA DISCOGRAFIA DO JARRE NO BRASIL (PARTE III)

Agora a última parte do artigo sobre as raridades e tesouros da discografia de Jean Michel Jarre no Brasil. A primeira parte está disponível aqui e a segunda parte aqui.

Em 1994 após o lançamento de Chronologie e do home-video Europe in Concert, Jean Michel Jarre quebra o contrato de quase 20 anos com a Polydor Internacional, quase ao mesmo tempo em que a sua subsidiária brasileira, a Polygram do Brasil, deixa de atuar no mercado brasileiro. Isto significava que a distribuição mundial da discografia do artista estava encerrada a partir daquele momento. Neste período, a Polygram do Brasil mandou recolher das lojas todos os álbuns do artista que foram publicados por ela no país nos últimos anos e era raríssimo encontrar algum álbum do Jarre no período 1994-1997 nas lojas do país. Jarre só voltaria a assinar um acordo internacional de distribuição em 1997 com a Sony Music, que incluía três novos álbuns inéditos e a remasterização e distribuição de seu catálogo antigo (fato que infelizmente não aconteceu no país). A Sony Music do Brasil, colocou no mercado, quase que simultaneamente ao mercado europeu, o novo álbum Oxygene 7-13 e para surpresa geral, o primeiro single comercializado do artista no país:

CD-MAX SINGLE “OXYGENE 8” (1997)

Contendo 5 faixas remixadas por diferentes DJs, este CD Max-Single foi uma grata surpresa para os fãs do artista no Brasil. Foi o primeiro single que um brasileiro pôde comprar nas lojas, apesar de estar disponível apenas em grandes centros brasileiros, e já se tornou item de raridade no mercado. Infelizmente, após o lançamento do mesmo, a Sony Music não lançou os singles seguintes deste álbum no Brasil (Oxygene 10 e Oxygene 7) e nem de nenhum outro álbum do artista.

oxygene 8 brazilian promo front
oxygene 8 brazil big
oxygene 8 disc brazil big

Um remix de Oxygene 8 (não sabemos qual versão), foi incluído no CD promocional “International Hits 2” lançado pela Sony Music, provavelmente em 1997.

“Oxygene 8” também apareceu na coletânea “Solaris”, lançada em 2002 pela gravadora “Som Livre”

IMAGES – BOOTLEG (2000)

Por volta de 2000/2001, em algumas lojas de alguns centros urbanos brasileiros e em locais de muito movimento, como a Rodoviária Tietê de S.Paulo e centros de comércio popular, foi vendida uma versão do álbum Images – The Best of Jean Michel Jarre, que foi totalmente desautorizada no mercado brasileiro. Poucas pessoas ficaram sabendo que o produto era um bootleg, isto é, não tinha a permissão da então dona dos direitos do artista, a Sony Music do Brasil. O CD tinha uma capa com a foto do Jarre em má qualidade, como se fosse uma pintura e não uma foto, e não trazia qualquer logo de gravadora, seja Dreyfus, Sony ou Polygram. O fato deve ter acontecido devido à falta de material do artista no mercado nacional, já que a Sony Music do Brasil se recusou a lançar seu catálogo antigo. Então, da-lhe bootleg…Sumiu do mercado da mesma forma que surgiu.

JARRE bootleg
Jarre moreno pelo sol ? Que M#$% é esta?

CDs OXYGENE MOSCOW (2009) e JEAN MICHEL JARRE LIVE (2012) – USA RECORDS

A USA RECORDS, produtora independente com sede no Rio Grande do Sul, comprou os direitos do DVD Oxygene Moscow e relançou o mesmo no mercado brasileiro por volta de 2009. Junto a este lançamento, eles também publicaram um CD deste concerto, sem a autorização oficial da Disques Dreyfus Music ou Aero Productions, mas mesmo assim chegou ao mercado nacional. A USA RECORDS simplesmente remasterizou o som do concerto do DVD para o CD.

MOSCOW-usa

Em 2012, a USA RECORDS repetiu a dose e desta vez, não precisou nem comprar direito algum. Na maior cara-de-pau, eles simplesmente lançaram no mercado brasileiro o DVD “JEAN MICHEL JARRE LIVE”, com o concerto Water for Life exibido na TV marroquina (a versão exibida na TV Europeia era HDTV e até isso eles ignoraram) e, ao que tudo indica, o show do DVD foi ripado do YouTube, com direito a um novo logo da produtora cobrindo o logo da transmissão marroquina. E da mesma forma que fizeram anteriormente com “Oxygene Moscow”, editaram um CD Duplo intitulado “JEAN MICHEL JARRE LIVE”. A falta de cuidado e a falta de capricho da produção nacional deixaram tanto a desejar que eles colocaram um nome genérico para o produto, sem especificar aonde o show foi realizado (Merzouga em Marrocos) ou o nome original do projeto (Water for Life). Foi recolhido do mercado, após uma denúncia do Jarrefan Brazil um ano depois.

PROMO com TÉO & TÉA (2007)

Em 2004, após ter saído da Sony Music, Jean Michel Jarre assinou com a Warner Music e lançou mais três álbuns: Geometry of Love (não lançado no Brasil), AERO e Téo & Téa. Para o lançamento deste último, a Warner Music do Brasil produziu um promo da série VIBE (CDs promocionais de divulgação de artistas da companhia no Brasil): “VIBE #10”, com a faixa 17: “Téo & Téa” e a faixa 18: “Téo & Téa – Benny Benasy Remix”. O encarte do CD promocional, distribuído nas rádios e na mídia do Brasil, tinha um texto sobre o retorno de Jarre. Este promo é bastante difícil de encontrar.

promowarner
promoWarner(brasil)2008

Podem existir novas surpresas na discografia do artista no Brasil? A resposta é uma grande incógnita. Talvez sim, talvez não. Não sabemos ao certo.

Agradecimentos: Sergio “La Cage” Sobarzo (Chile) e Glenn Folkvord (Noruega)

Visits: 167

About the Author

Marcos Paulo
Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.