OBRIGADO JOE HAMMER!

Mais um membro da Le Tribe nos deixou. Em outubro do 2023, perdemos os tecladistas Dominique Perrier e Sylvain Durand. No dia 2 de março, faleceu o baterista dos concertos de Houston, Lyon e Docklands, Joe Hammer. A notícia foi divulgada no dia 3 março por Michel Geiss, em seu Facebook oficial:

“Notícia muito triste. Joe Hammer faleceu ontem à noite! Joe era um amigo. Eu o conheci no La Frette Studios quando ia lá com frequência para cuidar da manutenção do Fairlight CMI. Mais tarde, mudou-se para a Austrália, onde me disse que se sentia feliz com a sua mãe. Ele me pediu para projetar um sistema de sincronização entre o Fairlight CMI e a Oberheim DMX (a bateria eletrônica que ele programou para sessões de estúdio), para seu trabalho no álbum ‘Sauver l’amour’ de Daniel Balavoine. Trabalhou extensivamente no La Frette com Olivier Bloch Lainé em diversas produções musicais para televisão, cinema e publicidade.
Quando morou em Paris, me convidou para jantar com sua família. E quando trabalhei com Jean-Michel na organização musical do concerto em Houston, naturalmente sugeri o nome de Joe. Na verdade, no início do show, é a voz de Joe que vocês ouvem na contagem regressiva. Além disso, ele era nativo do Texas. Nasceu em San Antonio, a 300 km de Houston. Joe então nos acompanhou até o concerto de Docklands.
Joe era um excelente baterista e já trabalhou em estúdio ou em concertos com grandes nomes da música francesa, de cuja história fez parte: Gilbert Montagné, Nino Ferrer, Louis Chedid, Alain Baschung, Hugh Aufray, Barbara, Christophe, Gabriel Yared, Eddy Mitchell, Gilbert Bécaud, Richard Gotainer, Michel Colombier, Michel Jonaz, Françoise Hardy, Johnny Hallyday, Michel Berger, Nicole Croisille, Daniel Balavoine, François Cabrel, Chagrin d’Amour, Jeanne Mas, Frida (ABBA), Stéphanie de Monaco, Zachary Richard, Eric Serra, Jean-Jacques Goldman, France Gall, Michel Sardou, mas também com Yes – Jon Anderson, Mick Jagger, August Darnell (Kid Creole) e Peter Gabriel.
Ele também orquestrou o desfile de Jean-Paul Goude para o bicentenário da Revolução Francesa na Champs Élysées, em 1989.
Ultimamente, ele continuava produzindo conteúdos audiovisuais Dolby Atmos em seu estúdio. Tive uma longa conversa telefônica com ele recentemente, no final de 2023, na qual voltaram memórias antigas, mas também nossas atividades recentes.
Gostei muito do Joe e acho que o sentimento foi mútuo. Ele era uma pessoa muito calorosa e não sou o único a dizer isso.
Adeus Joe.”

Francis Rimbert comentou:

Além de Houston, Lyon e Docklands, Joe Hammer também participou das gravações dos álbuns Rendez-Vous e Revolutions. Sua última contribuição para Jean-Michel Jarre foi em 1989, durante as comemorações do centenário da Torre Eiffel, quando Jarre tocou uma nova versão de London Kid no Trocadero, em Paris.

R.I.P. Joseph K. Hammer (1954-2024)

Visits: 104