jarre@apple.expo – iMac Night

Apenas dois meses após a Electronic Night no Champs de Mars, Jean-Michel Jarre ofereceu uma noite de odisseia eletrônica de músicas e imagens em 3D com o iMac, o novo computador da fabricante Apple. Os organizadores da Apple Expo pediram a Jarre que demonstrasse os recursos gráficos e multimídia do novo produto e Jarre aproveitou a oportunidade de uma feira anual para realizar uma nova experiência.

O evento foi realizado em um grande salão do Centro de Exposições de Paris, na Porte de Versailles, perto da própria Apple Expo no dia 18 de setembro de 1998. O anúncio desse show foi bem discreto: uma página de publicidade na Keyboards Magazine e uma menção no site da Apple. Para assistir ao evento, que foi gratuito, era necessário fazer uma inscrição online com antecedência, pois a quantidade de pessoas foi limitada em 6.000. Essa pouca divulgação foi bastante lamentada, porque muitos fãs decepcionados com o show de 14 de julho, poderiam ter tido a oportunidade de apreciar a qualidade desse novo show e talvez reverter o julgamento que muitos fizeram após o decepcionante evento do Dia da Bastilha.

As imagens criadas ao vivo em Macs foram transmitidas em cinco telas especiais instaladas atrás do palco, através de projetores de vídeo capazes de enviar duas imagens simultaneamente. Óculos especiais foram distribuídos na entrada, pois só com uso destes, os fãs puderam apreciar as imagens em 3D. Apenas quinze minutos antes do início do show, uma pane desligou um dos projetores que teve quer ser substituído às pressas.

Jarre introduziu o show com as palavras que abrem o álbum Odyssey Through O₂: ‘Walking upside down in the sky, between the satellites passing by…‘. Jean-Michel encarou a câmera estereoscópica que o filmava ao vivo e sua imagem foi projetada em 3D nas cinco telas. Durante o show, fãs observaram figuras geométricas, bolas e círculos dançando ao ritmo da música. Mas o efeito mais espetacular foi o túnel que passou em um ritmo frenético sob os olhos das pessoas dando a impressão de serem atraídas para uma corrida sem fim. Gráficos de computador e imagens do Champs de Mars também foram vistas.

Do ponto de vista musical, esse concerto foi uma mistura de remixes tecno com as músicas tradicionais de Jarre. Houve uma seleção das faixas do Odyssey Through O₂ que foram tocadas durante a Electronic Night, mas dessa vez, não faltaram algumas das clássicas como “Souvenir of China”, “Chronologie 6” ou a excepcional “Equinoxe 4”.

Jean-Michel estava acompanhado pelo baixista Christopher Papendieck, DJ Claude Monnet e dos bateristas do Appolo 440, Paul Kodish e Cliff Hewitt. Emilie Jarre, filha do Jean-Michel, subiu ao palco para uma performance de dança oriental durante Revolution, Revolutions. Jarre encerrou o show com Oxygène 13, dedicada a Steve Jobs.

Trackist:

  1. Odyssey Overture
  2. Oxygene 10 Transcengenics
  3. Chronologie 6
  4. Oxygene 8 Hani’s Oxygene 303
  5. Paris Underground
  6. Souvenir de Chine
  7. Equinoxe 4
  8. Oxygene 10 (Resistance D Treatment)
  9. Oxygene 8 Sunday Club
  10. Oxygene 2
  11. Oxygene 11
  12. Oxygene 12
  13. Revolutions
  14. Oxygene 13

Músicos: Christopher Papendieck, Cliff Hewitt, Paul Kodish e Claude Monnet

Fotos (clique nas imagens para ampliar):