DESTINATION DOCKLANDS – THE LONDON CONCERT 

Destination Docklands foi um evento de dois concertos de Jean-Michel Jarre no Royal Victoria Docks em Londres, nos dias 8 e 9 de outubro de 1988, para promover o álbum Revolutions, claramente inspirado na história de Docklands. Os concertos foram assistidos por cerca de 100.000 pessoas em cada noite, sendo que 30.000 estavam sentadas nas arquibancadas e outras 70.000 estavam em pé, sem incluir as pessoas que assistiram nas ruas circundantes, ouvindo o concerto em uma transmissão simultânea pela Radio One na primeira noite.

A escala do concerto foi maior do que qualquer outra vista no Reino Unido. Acompanhado por fogos de artifício, projeções de imagens e holofotes da Segunda Guerra Mundial, o evento pretendia mostrar a história da região, com faixas dedicadas à revolução industrial e à futura regeneração do local.

Originalmente planejado para o dia 24 de setembro de 1988, Jarre e sua equipe tiveram que lutar constantemente com o Newham Council  (Conselho do bairro londrino de Newham) e a Brigada de Incêndio por questões de logística e segurança. Embora os organizadores tenham procurado outros locais para o evento nesse meio tempo, foi feito um acordo no qual o concerto foi dividido em dois shows para espalhar a multidão por duas noites. As condições meteorlógicas durante todo o período do evento foram extremamente desfavoráveis e tipicamente britânico, com fortes rajadas de vento, baixas temperaturas e chuvas intensas, principalmente na segunda noite.

Um palco flutuante de 1.000 toneladas, composto por dez barcaças trazidas do norte da Inglaterra, foi especialmente construído para criar o que Jarre chamou de ‘navio de guerra’. A intenção original era a de que o palco se movimentasse e atravessasse o Royal Victoria Docks de ponta a ponta, mas por precaução, isso não foi possível devido ao mau tempo. 

Além de sua tradicional Le Tribe, Jarre estava acompanhado do guitarrista Hank Marvin (do grupo The Shadows), que participou das músicas “London Kid” e “Rendez-Vous 4”, Mireille Pombo e do Coral Infantil de Mali na música “September”, a dançarina Setsuko Yamada e do músico Kudsi Erguner que tocou flauta turca na música “Revolutions”.

Foi como se essa área desértica tivesse sido transformada por duas noites em um teatro industrial, futurista e multimídia, que uniu a música e a visão eletrônica de Jean-Michel Jarre, com a paisagem monótona de Docklands numa perfeita harmonia psicodélica.

Tracklist:

INDUSTRIAL REVOLUTION

  1. Industrial Revolution
  2. Equinoxe 5
  3. Ethnicolor

SWINGING 60’s

  1. Computer Weekend
  2. Magnetic Fields 2
  3. Oxygène 4
  4. Equinoxe 7
  5. London Kid

THE 90’s

  1. Rendez-Vous 3
  2. Tokyo Kid
  3. Revolutions
  4. Souvenir of China
  5. Rendez-Vous 2
  6. Rendez-Vous 4

THE FINALE

  1. September
  2. The Emigrant

Le Tribe: Christine Durand, Francis Rimbert, Joe Hammer, Michel Geiss, Dominique Perrier, Guy Delacorix, Dino Lumbroso e Sylvain Durand

Coral: The Newham Academy of Music

Participações especiais: Hank Marvin, Setsuko Yamada, Xavier Bellenger, Mireille Pombo, Sori Bamba, Kudsi Erguner

Registros:

DESTINATION DOCKLANDS / JARRE LIVE (Álbum)

DESTINATION DOCKLANDS (Vídeo)

CONCERT D´IMAGES (Photobook)

Fotos (clique nas imagens para ampliar):

ARQUIVOS JARREFANS:

25 ANOS DE “DESTINATION DOCKLANDS” – O CONCERTO DE LONDRES