DESTINATION: DOCKLANDS (1989)

Nome: “Destination: Docklands”  (a.k.a Jarre Live)

“Jarre Live” – Original  – Polydor – 1989

Composto e executado por Jean Michel Jarre

Ano de Lançamento: Outubro de 1989

Gravação ao vivo Outubro de 1988

Selo: Disques Dreyfus

Gravadora: Polydor / Polygram Internacional (1989)

Sony Music France(1996)/(1997) ;  Sony Music Germany (2014)

Arte Capa : N.M.*

País: França

 

 

 

“Destination Docklands” – Remaster Sony Music – 1997

TRACKLIST

Lado A

“Introduction (Révolutions)” – 1:03

“Ouverture / Overture (Révolution Industrielle)” – 5:45

“Industrial Revolution Part 1-2-3” – 7:49

“Magnetic Fields II” – 4:09

“Oxygène IV” – 3:46

 

 

Lado B

“Computer Week-End” – 5:18

“Destination: Docklands” – Rematers Sony Music – 2015

“Revolutions” – 3:52

“London Kid” – 4:57

“Rendez-Vous IV” – 4:16

“Rendez-Vous II” – 8:54

“September” – 4:45

“The Emigrant” – 3:53

 

Tempo Total: 54:00

 

 

 

SINGLES:

“Oxygene” (7″ – 12″ – CD single)

 

 

Oxygene IV (Single Version)     2:50

Industrial Revolution (Overture)            3:04

Oxygene IV (Live Version)         3:26

September        4:25

 

 

VIDEO CLIP:

“London Kid (Live In Docklands)”

 

LE TRIBE E INSTRUMENTOS:

Músicos:

Composto, produzido e teclados – Jean-Michel Jarre

Coordenador Artistico e teclados – Michel Geiss

Teclados – Francis Rimbert

Teclados : Dominique Perrier

Teclados e coordenação musical  – Sylvain Durand

Baixo – Guy Delacroix

Bateria – Jo Hammer

Percussão – Dino Lumbroso

Vocais Soprano – Christine Durand

Condutor (Coro) – Bruno Rossignol

 

Convidados Especiais:

Guitarra – Hank B. Marvin

Flauta turca: Kudsi Erguner

Vocais etnicos africanos: Mireille Pombo

Regência do coro africano: Sori Bamba

Dançarina solo  – Setsuko Yamada

 

Produção técnica:

Produção Executiva(time francês) – Francis Dreyfus

Assistente técnico – Patrick Pelamourgues

Diretor de áudio – Eric Alvergnat

Engenheiro de som – Denis Vanzetto, Laurent Israel Alexandre, Mick Lanaro

Gerenciamento Geral – Anne Slizewicz, Roger Abriol

Gerenciamento Palco – Olivier Matabon

Coordenador Artístico – Franck Dancelme

Diretor Artistico (palco) – Mark Fisher

Estilista de Jarre – Yohji Yamamoto

Diretor de Iluminação – Jacques Rouveyrollis

Diretor Artistico (Projeções Pani) – Marie-Jeanne Gauthé, Paul Souverbie

Assistente Pessoal de J.M.Jarre –  Fiona de Montaignac

Gerente de Produção (time francês) – Arnaud de La Villesbrunne

Promoter – Rod Gunner

Diretor Pirotécnico – Daniel Azancot

Projeção de Efeitos Especiais – Christian “Léon” Miquel

Maquiagem – Denis Pariente

Fotografia – Arnoud de Wildenberg, Charlotte Rampling, Claude Geiss, Jacques de Selliers, Lilian Birnbaum

Outro (equipe) – Abdel Aziz Touil, Antonio de Carvalho, Dick Cruse, Dominique Wiedenhoff, Gilles Arsac, Guy Salles Surignac, Gérard Pernet, Jean-Marc Felix, Loïc de Montaignac, Maurice Giraud, Paul Jarvis, Sylvain Lefort

Mixado por  – Denis Vanzetto, Michel Geiss

Gravado no Fleetwood Mobile (Londres) – Mixado em Croissy (França)

 

CURIOSIDADES:

–  Álbum ao vivo gravado durante os dois concertos realizados nas docas de Londres(Victoria Royal Dock) em outubro de 1988. O álbum não contém todo o concerto. A versão em vinil também não apresenta as faixas “London Kid” e “September”. Todos os títulos foram retrabalhados no estúdio, que pode revelar as diferenças entre o disco e que o público pudesse ouvir.

– Os Concertos estavam agendados para ocorrerem em setembro de 1988, mas Jarre deve problemas de alvará para liberar o show, o que só aconteceu em outubro após uma disputa na justiça.

– Nos dois dias de concertos, ocorreram fortes chuvas em Londres, o que prejudicou bastante a parte técnica e som do mesmo.

– Jarre convidou o guitarrista Hank B. Marvin, da banda The Shadows para tocar junto com ele no show. Marvin foi ídolo de Jarre quando criança e ajudou a compor a faixa “London Kid” presente no álbum “Revolutions”. O guitarrista mora a vários anos na cidade de Perth, Austrália.

– O álbum foi lançado em 1989, como “Jarre Live”. Em 1996, o álbum foi relançado na França com a capa alterada com a figura do programa de concerto e o título modificado para “Destination Docklands  : The London Concert”. Passou a ser o nome oficial a partir das remasterizações da Sony Music France no ano seguinte. Em 2014, a capa foi alterada novamente nas novas remasterizações realizadas pela Sony Music Germany.

 

ARQUIVOS JARREFANS:

25 ANOS DE “DESTINATION: DOCKLANDS” – O CONCERTO DE LONDRES