RIMBERT POSTA FOTO DO ÁLBUM QUE NUNCA FOI LANÇADO: “EXPERIMENTAL 2001”

Uma grande surpresa para os fãs de J.M.Jarre vinda de seu “parceiro de crime”, o membro da Le Tribe, Francis “Bunny” Rimbert. Ele postou no Facebook, dia 22 de Janeiro de 2013, uma foto do álbum “Experimental 2001” escrevendo:

“Um pouco mais difícil de encontrar ….

“Ele muitas vezes se transforma em meu estúdio, quando não estou na frente do meu teclado …”

Segundo Rimbert, a cópia que ele tem é um CD-R. O álbum nunca foi lançada oficialmente.

Notícias sobre o lançamento deste álbum foram publicadas no antigo site JARRE.NET em 2002, pouco após o lançamento do álbum Sessions 2000. O fato é que o mesmo nunca viu a luz do dia e muitos pensavam que o álbum não existia de fato! Agora, 11 anos depois, surge a imagem do mesmo apresentado por Rimbert.

A história desse álbum começa com o lançamento do Métamorphoses que não foi bem sucedido devido aos milhões gastos em marketing e promoção. Tanto para esse álbum como para Oxygène 7-13 os altos custos de produção de vídeos e remixes, foram compartilhadas com a Sony Music, que tinha licença de distribuição mundial de ambos os discos. Nem Jarre e nem Francis Dreyfus ficaram satisfeitos com as vendas, e o pessoal da Dreyfus teve a sensação de que Jarre culpava Francis por esse motivo. Francis não acompanhou Jarre ao concerto do Egito por motivos familiares e Jarre ficou irritado com isso. A relação entre eles ficou tensa.

Ao longo de 2001, Jarre e Dreyfus se reuniram em várias ocasiões para discutir um futuro em comum. Jarre propôs a Dreyfus finalizar seu contrato de maneira imediata, mesmo ainda devendo dois álbuns para a empresa. Era impossível a Disques Dreyfus aceitar a proposta de Jarre, sem receber qualquer remuneração em troca. Então, poucos dias antes da véspera do Natal de 2001, um mensageiro entregou na recepção da gravadora uma bolsa contendo dois CDs com suas respectivas capas. Um deles foi intitulado Sessions 2000 e o outro Experimental 2001.

Apesar da obrigação de lançar os dois álbuns, Dreyfus lembrou Jarre que isso era impossível, pois geralmente são necessários no mínimo 18 meses de intervalo entre um disco e outro e a Sony Music não aceitou a opção de lançar os dois discos de forma simultânea. Através de seus respectivos advogados, Jarre e Dreyfus fizeram o compromisso de lançar apenas o Sessions 2000 para o Jarre concluir suas obrigações contratuais e se despedir da empresa. O Experimental 2001 continua inédito até hoje.

Segundo Francis Rimbert, o álbum é muito bom e bem gravado, mas totalmente experimental. Ele também já avisou que apesar de ter uma cópia em CD-R, NÃO TEM AUTORIZAÇÃO PARA TRANSMITIR OU MOSTRAR O ÁLBUM.  Cabe ao Jarre fazer isto.

UPDATE 24/01: 

Perguntado se o álbum teve faixas lançados ou retrabalhadas depois por Jarre, ou se o mesmo tem a ver com o projeto do The ViZitors – Rendez vous in Space – Okinawa, Rimbert respondeu:

 “…Nenhuma comparação com Okinawa ou qualquer outra música conhecida até hoje.

As músicas foram chamadas simplesmente Scène I, Scène II etc etc …..”

Provável tracklist:

1- Scène I
2- Scène II
3- Scène III
4- Scène IV
5- Scène V
6- Scène VI
7- Scène VII
8- Scène VIII
9- Scène IX

Fonte: Francis Rimbert – Facebook oficial

Avatar

Marcos Paulo

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.