JARRE NO DUBAI – ENTREVISTA PARTE 1

Na última semana de março/2013, o músico francês Jean Michel Jarre esteve no Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, para participar, como Embaixador da Boa Vontade da UNESCO, de um evento ligado a educação: o 25° aniversário do Education Without Borders (Educação sem fronteiras) no Higher Colleges of Technology de Dubai.

Na ocasião ele deu algumas entrevistas à imprensa local.

PRIMEIRA PARTE : Entrevista para o “Time Out Abu Dhabhi”

O que você veio fazer no Dubai?

“Eu escapei do meu estúdio de gravação para vir aqui e contribuir para o 25° aniversário do Education Without Borders (Educação sem fronteiras) no Higher Colleges of Technology, como embaixador das Nações Unidas para a UNESCO. Mas é sempre um prazer estar aqui.”

Nos anos 70 sua música foi descrita como a representação de uma visão do futuro.

“A principal diferença entre quando eu comecei e agora é que estamos sempre reciclando coisas geração após geração. Ao invés de ser voltado para o futuro, agora estamos muito mais focados em marcas antigas e nostalgia.”

Você foi casada com três atrizes famosas: Flore Guillard, Charlotte Rampling e Anne Parillaud-Jarre. Então o seu tipo de mulher são atrizes?

“Não mais! Agora acabou, foi uma fase na minha vida – uma longa fase – mas agora eu estou curado.”

Você é uma pessoa muito privada, não é?

“Eu gosto de organizar festas, eu tenho muitos amigos, mas eu não me sinto muito próximo do mundo do showbiz, da música, do cinema, coisa de celebridades. Eu não estou nessa – mesmo se eu tiver preso pelos meios de comunicação, às vezes”.

As noticias de que você está considerado uma mudança para Londres como um exílio de impostos é falsa?

“Esse é mais um episódio. Eu amo Londres, eu amo a Inglaterra. Charlotte Rampling a mãe dos nossos filhos é o Inglesa, os nossos três filhos são meio-e-meio por definição. O que aconteceu é que eu tenho contatos abertos desenvolvendo um novo projeto em Londres, que na verdade é uma academia de música eletrônica.”

Você tem planos de tocar no Oriente Médio?

“Tem sido um dos meus sonhos por muito tempo. Quando você pensa em fazer um concerto ao ar livre em grande escala, onde mais se não aqui? Para mim, o Burj Khalifa (maior prédio do mundo localizado no Dubai) – não é uma megalomania, é uma ambição de realizar um sonho. É muito audacioso e é também um símbolo muito poético para a crise [financeira]. Você sente nos Emirados Árabes Unidos que os ocidentais têm muito a aprender, devemos ser menos arrogante e ter mais humildade sobre o que está acontecendo em outras partes do mundo, não apenas economicamente, mas conceitualmente.”

Burj Khalifa – Novo sonho de consumo de J.M.Jarre.

Você já tocou com o maior público de sempre, com 3,5 milhões em Moscou em 1997, e foi o primeiro músico ocidental a tocar na China Comunista. Qual será o próximo? Quando será um show na Lua, talvez?

“Meu amigo [o escritor de ficção científica] Sir Arthur Clarke disse: ‘Você sabe, você poderia tocar na lua’. Eu disse, ‘Não é razoável’, mas com a ajuda de Richard Branson, quem sabe?”

Fonte: http://www.timeoutabudhabi.com/knowledge/features/40089-jean-michel-jarre-interview#.UWNCjasafVQ

Avatar

Marcos Paulo

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.