“Téo & Téa”: Posição européia

teo tea

O novo álbum de Jean Michel Jarre, Téo & Téa, continua seu calvário nos charts europeus (lista dos mais vendidos). Em sua quinta semana, o álbum não teve mais subidas, só quedas e não está em mais nenhum Top 10 europeu:

Húngria: 15° lugar
Bélgica: 15° lugar
Polônia: 40° lugar
França: 48° lugar
Suíça: 66° lugar

Em sua terceira semana de lançamento, já saiu do Top 50 da Grécia.

Fonte: JarreUK.com

Avatar

Marcos Paulo

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.

3 thoughts on ““Téo & Téa”: Posição européia

  • Avatar
    12 de maio de 2007 em 00:08
    Permalink

    Jean Michel Jarre é um excelente compositor. Talvez ele reflita melhor com o resultado de T&T e volte para o seu público, que o consagrou desde o antológico OXIGENE. Porque, aqueles que apreciam JMJ não desejam que ele deixe de seguir seu estilo. Temas “politicamente corretos” ou modismos musicais não fazem parte da essência do que se espera dele – forçado, acaba tornando a harmonia pobre, deixando de fluir e o resultado é o que estamos vendo, injustamente. Soma-se a isto a péssima campanha da Warner que vem sendo muito improdutiva. Volte para as suas origens, Jarre! Um Equinoxe 2, um Magnetic Fields novo ou as faixas inéditas de OXIGENE, enfim, esta é a música, o estilo que os seus fãs apreciam. Espero que, ao contrário de Klaus Schulze, que tem um alter-ego porta-voz na Alemanha que responde pelo nome de K.D. Müeller e somente não é mais grosseiro e estúpido porque é um só, JMJ tenha sensibilidade de conhecer as opiniões de seus fãs no Brasil, mesmo que estejamos tão “distantes”.

  • Avatar
    9 de maio de 2007 em 12:11
    Permalink

    Engodo, mentira, farsa. São alguns dos sinónimos para esta tentativa de álbum chamada Téo & Téa.

    Se nem os polacos, ultimamente os únicos a conceder a Jarre algum destaque, têm comprado tal desastre fonográfico, por que haveria de ser um êxito nos outros países europeus?

  • Avatar
    9 de maio de 2007 em 11:15
    Permalink

    Não parece ser para menos. O álbum não tem a menor assinatura muisical refinada de JMJ. Talvez somente as faixas T&T. Está muito ruim, musicas sem harmonia, sem seu estilo. Falo com tristeza porque sou um fã e admirador dele e de seu trabalho. Ele deveria voltar às suas origens – um material inédito de Oxigene, um Equinoxe 2, enfim. Quem é fã de JMJ não suporta generos como o que ele está impondo neste álbum e talvez explique as quedas vertiginosas, porque esperamos outro tipo de música. Ele é o que é pelo estilo que mostrou ao mundo com o antológico OXIGENE. A luz não está dançando mais! Não vale a pena o álbum. Somente para coleção. Adquiri mas me arrependi. Já estava satisfeito com a faixa que este excelente site nos ofereceu recentemente. Mas está feito, não está por fazer. Quem sabe ele volta a ser o mago da música moderna no próximo álbum…

Fechado para comentários.