STARMUS FESTIVAL: JARRE RECEBE A MEDALHA STEPHEN HAWKING NA NORUEGA

Entre os dias 19 e 20 de junho, o músico francês Jean Michel Jarre esteve no “4° STARMUS FESTIVAL” , que este ano deixou as Ilhas Canárias e pela primeira vez acontece na cidade de Trondheim, Noruega. No começo de 2017, o próprio Jarre alimentou boatos de que faria um concerto na Noruega durante o Starmus Festival. O concerto acabou não sendo confirmado, mas este ano, o músico foi nomeado para a Medalha Stephen Hawking, uma escolha do conselho que faz parte não só o cientista Prof.Hawking, mas também outras personalidades como o músico, guitarrista do Queen e astrônomo, Brian May e o astrônomo Garik Israelian. O Prof.Hawking já havia anunciado no dia 6 de Junho, os vencedores da medalha que leva seu nome: O cientista americano Neil deGrasse Tyson na categoria Divulgador Científico, o músico francês Jean-Michel Jarre na categoria Música e Arte e a produção do seriado norte-americano “The Big Bang Theory” na categoria Filmes e Entretenimento.

No dia 19 de Junho, segundo dia do festival,  Jarre se encontrou nos bastidores com dois ídolos de infância, dois ex-astronautas do Projeto Apollo: Charles Duke (Apollo 16) e Harrison Schmitt (Apollo 17). Jarre fez questão de tirar fotos com eles ao lado das esposas e do amigo astrônomo Garik Israelian. Ambos astronautas foram palestrantes este ano. Tanto Jarre, como o próprio festival divulgaram fotos deste encontro:

Jarre ao lado de Charles Duke (Apollo 16) e Harrison Schmitt (Apollo 17) junto com esposas e o astrônomo Garik Israelian

No dia 20 de Junho, terceiro dia do festival, houve a cerimônia de premiação dos vencedores do ano. Foi realizada uma transmissão ao vivo direto do Starmus Festival. A cerimônia começou com o apresentador Garik Israelian que chamou o cientista Prof. Stephen Hawking, que fez uma palestra pra o público, através de um link direto com a Inglaterra, já que não pode comparecer a cerimônia pessoalmente. O Prof.Hawking falou que a humanidade deveria formar novas alianças para a construção de uma base na lua em 30 anos e mandar o homem ao planeta Marte em 2025. “Essa expansão para o espaço pode mudar completamente o futuro da humanidade.Tenho esperanças de que isso uniria países que competem entre si em torno de uma única meta, para enfrentar o desafio comum a todos nós. Um novo e ambicioso programa espacial serviria para engajar os mais novos e estimular o interesse deles em outras áreas, como astrofísica e cosmologia.”

Logo em seguida houve um debate, mediado pelo apresentador Prof. Neil deGrasse Tyson, com os astronautas da Apollo, que teve também a participação do astronauta  Buzz Aldrin (Apollo 11) através de um link, pois o mesmo não pôde estar presente ao vivo. Eles falaram sobre o legado das missões espaciais à Lua e o futuro da exploração da humanidade.

Após uma pausa de mais de uma hora, começou então a cerimônia de premiação, na qual a apresentadora norueguesa Selda Ekiz começou a anunciar os convidados. O primeiro foi o fundador e organizador do festival, o astrônomo Garik Israelian e um representante dos relógios Omega, patrocinadora oficial do evento. Após uma nova apresentação do Prof.Hawking no telão, foi chamado ao palco, após um vídeo-homenagem, o apresentador e astro-físico Prof. Neil deGrasse Tyson. Ele foi aplaudido, recebeu sua medalha e um relógio Omega. Depois, um link direto com os EUA, foram apresentados os produtores do seriado americano “Big Band Theory”, que falaram da importância científica do seriado hoje.

E finalmente, o terceiro vencedor anunciado foi Jean Michel Jarre, que primeiro teve um vídeo sobre ele com direito a imagens dos concertos de Houston (1986) para a NASA, e Moscou (1997) mostrando o link com os cosmonautas da MIR. No vídeo, Jarre falou que foi influenciado por obras de ficção-científica como DUNA de Frank Herbert e também de Isacc Asimov e Sir Arthur C. Clarke, de quem se tornou bastante amigo ao longo da vida. Foi mostrado também o asteroide nomeado em sua homenagem, o “2244 Jarre”. Quando subiu ao palco, o músico foi bastante aplaudido . Fez um discurso sobre a música e ciência. Ao receber sua medalha e seu relógio Omega, ainda recebeu uma homenagem do amigo Garik Israelian, que disse que se tornou astrônomo por causa da música que escutava de Jarre e que o artista o inspirou na juventude a ser cientista. Cada vencedor recebeu um relógio “Omega Speedmaster Watch” especialmente elaborado em ouro 18k, pela patrocinadora Omega. Segundo Jarre, este é o primeiro relógio de ouro que usou na vida !!! Seu fundo tem a histórica imagem do homem na lua.

Em seu discurso Jarre falou:

“Música e ciência estão intimamente relacionadas: ambas usam princípios matemáticos, misturados com pensamento criativo e imaginação para chegar a conclusões que são esclarecedoras e inspiradoras. Podemos dizer que a ciência é a música do intelecto e a música poderia ser a ciência das emoções.”

Jarre com Prof. Neil deGrasse Tyson

Após o evento de premiação, Jarre, deGrasse Tyson, Garik Israelian, o representante da Omega e a apresentadora Selda Ekiz, tiraram várias fotos tendo o Prof.Hawking ao fundo no telão ao vivo.

Jarre com o representante da OMEGA

Nas redes sociais, Jarre postou algumas fotos e escreveu:

“Tenho a honra de ter recebido hoje a Medalha Stephen Hawking para a Comunicação da Ciência na Noruega. É um grande privilégio ser recompensado por uma figura tão grande.

Obrigado Starmus para criar um festival tão grande e estou ansioso para continuar a jornada com todos vocês.”

Nos bastidores do evento, Jarre se encontrou e tirou fotos com pessoas que o consideram um ídolo como o empresário russo Eugene Kaspersky, criador do famoso antivírus que leva o nome dele, bem como do apresentador científico inglês David Zambuka.

Após a cerimônia, Jarre se encontrou membros do seu fã clube norueguês e terminou a noite em um jantar com membros da família real norueguesa.

Jarre ao lado de membros do fã clube da Noruega
Príncipes reais noruegueses ao lado de Jarre e DeGrasse Tyson

STARMUS FESTIVAL:

O Festival, nasceu de uma antiga ideia de um show de Jean Michel Jarre com o guitarrista do Queen, Brian May, nas Ilhas Canárias durante o “Ano Internacional da Astronomia em 2009, ideia alimentada pelo astrônomo e amigo comum de ambos, Garik Israelian. Infelizmente o projeto não seguiu em frente por falta de recursos, mas a ideia de fazer um festival que juntasse ciência, astronomia, música e cultura, renasceu logo depois com o primeiro Starmus Festival, no Tenerife, capital das Ilhas Canárias em 2011. Infelizmente, apesar de Jarre ser sempre cogitado para ser um dos músicos convidados no Festival, nas três primeiras edições, ele não pôde tocar.

Parte interna do relógio de ouro produzido pela Omega e entregue a Jarre

Fontes: Starmus Festival / Jean Michel Jarre / Glenn Folkvord / OMEGA

Fotos: Hogne Bø Pettersen

http://www.lavanguardia.com/ciencia/fisica-espacio/20170621/423538962481/the-big-bang-theory-gana-la-medalla-stephen-hawking.html

http://www.bbc.com/news/science-environment-40345048

http://www.newmyroyals.com/2017/06/princess-mette-marit-and-haakon.html