RÁPIDO & RASTEIRO – JULHO DE 2021

JEAN-MICHEL JARRE E SEBASTIÃO SALGADO SÃO ENTREVISTADOS NA TV FRANCESA

No dia 1º de julho, o programa À l’affiche ! do canal francês France 24 recebeu Jean-Michel Jarre e Sebastião Salgado para uma entrevista com a jornalista Axelle Simon. Juntos, eles falaram sobre a luta para preservar a Floresta Amazônica e a Exposição que está acontecendo na Philharmonie de Paris desde o dia 20 de maio, com término previsto para 31 de outubro. O álbum composto pelo Jarre, também mereceu um destaque.

Ambos os artistas estão muito comprometidos individualmente e através de suas artes na preservação ambiental. Sebastião Salgado e sua esposa Lelia Wanick, curadora da mostra, criaram o Instituto Terra e replantaram cerca de 3 milhões de árvores na Mata Atlântica brasileira.

Jean-Michel Jarre, Embaixador da Boa Vontade da UNESCO, sempre levantou questões sobre a natureza e a preservação do meio ambiente em suas músicas, utilizando regularmente sons naturais em suas composições. Em 2006, no Marrocos, realizou o concerto Water for Life para alertar sobre a falta de água no mundo.

Infelizmente a entrevista não foi legendada.

Fonte: France 24

MAKING OF INÉDITO DO CONCERTO PARIS LA DEFENSE APARECE NO YOUTUBE

Mais um daqueles vídeos raros que estão guardados no INA (a biblioteca audiovisual francesa) apareceu no YouTube no dia 12 de julho. Desta vez, um Making of do concerto Paris La Défense com imagens de Jarre observando a montagem do palco piramidal, acompanhado de sua assistente Fiona Commins, Francis Dreyfus, e dos técnicos responsáveis pela estrutura da pirâmide. Uma sessão de fotos também é realizada no local. Em um outro momento, podemos ver os alpinistas montando a gigantesca lona utilizada para as projeções de imagens em um dos edifícios (algumas destas cenas foram usadas na abertura do vídeo oficial do concerto). Imagens panorâmicas de Paris também foram exibidas. Os fãs esperam que imagens como estas, possam ser editadas e adicionadas em um futuro lançamento oficial do filme do concerto. Uma raridade do mais espetacular evento de Jean-Michel Jarre.

Fonte: Canal jaffathecake

JARRE MARCA PRESENÇA NO INA SOUND FESTIVAL

No dia 8 de julho, Jean-Michel Jarre esteve presente na edição 2021 do INA Sound Festvial (festival anual de música eletrônica organizado pelo INA-GRM), no Palais Brongniart, em Paris.

No dia seguinte, Jarre postou um pequeno vídeo mostrando uma performance envolvente em 360º, dos músicos Molécule e Hervé Déjardin (com quem ele mixou Amazônia em binaural) na Seine Musicale (centro de música e artes cênicas localizado na Île Seguin, no Rio Sena, nos subúrbios ocidentais de Paris):

O INA Sound Festival é organizado pelo INA-GRM, um instituto audiovisual, que por sua vez tem sua origem no GRM, fundado por Pierre Schaeffer. Em 2018, Jarre foi escolhido Presidente Honorário do INA-GRM, na qual também é padrinho e patrocinador do festival.

Fontes: Jean-Michel Jarre|The Best in Paris|Paris Videostars

JARRE CELEBRA DO DIA DA BASTILHA COM FOTOS DO LA DEFENSE

No dia 14 de julho, data nacional francesa, Jarre postou duas fotos do concerto de La Défense em suas redes sociais, e lembrou o lema da Revolução Francesa:

“Comemore o dia 14 de julho, dia que simboliza os valores que mudaram o mundo: liberdade, igualdade, fraternidade para todos.”

Fonte: Jean-Michel Jarre

JARRE LAMENTA O FALECIMENTO DE PETER ZINOVIEFF

O compositor e inventor britânico Peter Zinovieff morreu no dia 23 de junho, aos 88 anos, após sofrer uma queda em casa e ficar internado por dez dias. Considerado um pioneiro da música eletrônica, ele foi o grande responsável pela inclusão do sintetizador na música pop, Além de compor trilhas sonoras com “sons eletrônicos” para filmes do começo dos anos 1970.

Em 1969, lançou um dos instrumentos favoritos de Jean-Michel Jarre: o VCS3. O primeiro sintetizador moderno, fabricado pela Electronic Music Studios (EMS), empresa que tinha Zinovieff como um dos fundadores. Com esse aparelho, ele suplantou seu maior concorrente, o Moog, com maior variedade de sons eletrônicos e portabilidade. O VCS3 tinha o tamanho de um maleta, que se acoplava a um teclado, enquanto o Moog original podia ocupar uma parede com seu equipamento completo.

Jean-Michel Jarre postou uma homenagem nas suas redes sociais:

“Peter Zinovieff faleceu ontem à noite. Obrigado Peter, o pai do VCS3 e do AKS. Eu devo muito a você.”

Fonte: agências internacionais|Jean-Michel Jarre

JARRE POSTA TRECHOS DO SHOW NO ÉLYSÉE EM SUAS REDES SOCIAIS

Trechos do show que Jean-Michel Jarre realizou no Palais de l’Élysée durante a edição de 2021 da Fête de la Musique, foram publicados em suas redes sociais (Facebook, Instagram, Twitter e Tik Tok). No dia 30 de junho, Jarre postou uma parte da música “Herbalizer”:

E no dia 5 de julho, foi a vez de “Exit”, com a seguinte descrição:

“É tão emocionante estar de volta ao palco. Feliz em vê-los novamente”

Fonte: Jean-Michel Jarre

SEBASTIÃO SALGADO REVELA QUANDO A EXPOSIÇÃO CHEGARÁ AO BRASIL

No dia 1º de julho, o fotógrafo Sebastião Salgado anunciou no seu Instagram oficial, as próximas datas da Exposição Amazônia:

Inaugurada em maio na Philharmonie de Paris, Amazônia permanecerá aberta ao público até 31 de outubro. Suas próximas paradas serão no Museu Museu Nacional das Artes do Século XXI (MAXXI), em Roma, a partir de 1º de outubro, e no Museu da Ciência em Londres, a partir de 13 de outubro. No Brasil, a Exposição ficará em cartaz no Sesc de São Paulo, a partir de fevereiro de 2022, e no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, a partir de julho do próximo ano. Os visitantes da Exposição ouvirão uma trilha sonora composta pelo músico francês Jean-Michel Jarre, enquanto em duas salas separadas, acontecerão projeções com imagens de paisagens e de tribos indígenas, acompanhadas por músicas de Heitor Villas-Lobos e Rodolfo Stroeter.

Lélia Wanick Salgado, curadora e designer da Exposição: “Embora possa ser ilusório pensar que podemos reproduzir as mesmas sensações que a floresta provoca, esperamos transmitir, pelo menos em pequena parte, a magia da região amazônica e a vida de seus povos nativos aos visitantes, oferecendo a eles uma experiência íntima que permanece muito depois de terem deixado a exposição.”

Sebastião Salgado: “Estas imagens são um testemunho do que ainda existe, antes mesmo de desaparecer. Para que a vida e a natureza superem a destruição e a depredação, é dever de todos os seres humanos em todo o planeta participar de sua proteção”.

Fonte: Sebastião Salgado

CISAC PARABENIZA JEAN-MICHEL JARRE PELA INSÍGNIA DE COMANDANTE DA LÉGION D’HONNEUR

O Diretor-Geral da CISAC (Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores), Gadi Oron, saudou no dia 22 de junho, o ex-presidente da Confederação, Jean-Michel Jarre, pela insígnia de Commandeur (Comandante) da Légion d’honneur, concedida pelo Presidente Francês Emmanuel Macron, durante a Fête de la Musique :

“Hoje a comunidade CISAC parabeniza Jean-Michel Jarre por sua prestigiosa e merecida Légion d’honneur, concedida pelo Presidente da França. Durante seu mandato de sete anos como presidente da CISAC, que terminou no ano passado, Jean-Michel foi um campeão incansável da cultura e do setor criativo. Ele ofereceu imensa energia e tempo para seu papel como a voz global dos criadores, liderando com sucesso campanhas que fortaleceram os direitos dos autores. A comunidade criativa internacional e a rede de sociedades CISAC em mais de 120 países têm uma dívida enorme com Jean-Michel por tudo o que ele fez para melhorar a vida dos criadores em todo o mundo ”

Fonte: CISAC

EXPOSIÇÃO “ELECTRO” DESEMBARCA NA ALEMANHA

Depois da Philharmonie, em Paris, do Parco della Bissuola, em Veneza, e do Design Museum em Londres, a Exposição de Jean-Yves Leloup, que foi projetada com a colaboração de Ralf Hütter, co-fundador do Kraftwerk, continuará sua jornada e chegará ao Museu Kunstpalast em Düsseldorf, Alemanha, entre os dias 9 de dezembro de 2021 a 15 de maio de 2022. Como aconteceu das outras vezes, a Exposição passará por mudanças e evoluções, começando pelo seu nome: será intitulada “Electro: From Kraftwerk to Techno”. 

Gêneros eletrônicos que surgiram na década de 1980, como o techno de Detroit, o house de Chicago e a cultura rave dos anos 1990, serão apresentados por meio de criações gráficas, instalações sonoras, fotografias, vídeos, instrumentos musicais, etc. Algumas das obras da mostra original, como o estúdio imaginário de Jean-Michel Jarre, ou mesmo fotos dos pioneiros da música eletrônica Kraftwerk, farão parte da Exposição.

Estúdio imaginário de Jean-Michel Jarre

“Oferecemos aos visitantes uma experiência de imersão que lembra o clima de euforia e comunhão que reinava na época em clubes, raves e festivais”, explica Jean-Yves Leloup, jornalista especializado em música eletrônica e curador da Exposição Électro: de Kraftwerk à Daft Punk na Philharmonie de Paris.

Entre os artistas apresentados, estarão uma série de DJs, fotógrafos e designers, além de Ellen Allien, Laurent Garnier, Moritz Simon Geist, Andreas Gursky, Jean-Michel Jarre, Jacob Khrist, Kraftwerk, Mouse on Mars, Nam June Paik, Karlheinz Stockhausen, Tiggy Thorn, Gisèle Vienne, etc. Os curadores da mostra serão Alain Bieber, diretor artístico do NRW Forum Wirtschaft und Kultur (museu de Düsseldorf), e claro, Jean-Yves Leloup.

Fonte: Tsugi magazine