RÁPIDO & RASTEIRO – FEVEREIRO DE 2021

Após um intervalo de três meses, o Rápido & Rasteiro está de volta com as seguintes notícias:

REMIX DE ZERO GRAVITY FOI ESCOLHIDA PARA A ABERTURA DE NOVA SÉRIE NA TV FRANCESA

OVNI(s) é a mais recente criação original do Canal+, uma mistura de ficção científica e comédia. Para isso, foi criada uma história sobre um personagem impulsionado para o mundo da ufologia na França, na década de 1970. Em doze episódios de trinta minutos, a série imaginada e escrita por Clémence Dargent e Martin Douaire, conta com os atores Melvil Poupaud (Didier Mathure), Michel Vuillermoz (Marcel), Géraldine Pailhas (Elise), Quentin Dolmaire (Rémy), Daphne Pataka (Véra) e Nicole Garcia (Comandante Delbrosse). Com quatro semanas de duração e três episódios por noite, a série estreou no dia 11 de janeiro e a trilha sonora foi composta por Tylacine (músico e compositor francês). Para compor algo original, com o melhor som daqueles anos, ele se trancou em um museu de sintetizadores com sede na Suíça, onde gravou músicas com uma musicalidade setentista. Para os créditos, o trabalho foi feito em torno do remix de Above & Beyond para a faixa “Zero Gravity” do álbum Electronica 1 – The Time Machine de Jean-Michel Jarre.

Fonte: telez.fr

JARRE COMENTA O FIM DO DAFT PUNK NAS SUAS REDES SOCIAIS

O duo francês Daft Punk anunciou o fim da carreira de 28 anos na música eletrônica. A informação foi confirmada por Kathryn Frazier, representante de longa data dos artistas, no dia 22 de fevereiro. O motivo para o fim da parceria entre Guy-Manuel de Homem-Christo e Thomas Bangalter não foi divulgado. Jean-Michel Jarre comentou em suas redes sociais, o fim da dupla francesa:

“Daft Punk o fim: atemporal, comovente e tão legal quanto vocês. Obrigado Thomas e Guy-Manuel”

Em junho de 2013, eles falaram sobre a influência de Jean-Michel Jarre em suas composições. Essa entrevista pode ser lida aqui.

Fontes: agências internacionais | Jean-Michel Jarre

JARRE PARTICIPA DE DEBATE ONLINE DA UNESCO

A sessão anual do Comitê Intergovernamental sobre a Convenção da Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais foi realizada online de 1º a 6 de fevereiro, presidida por Park Yang-Woo, Ministro coreano da Cultura, Esportes e Turismo. No dia 4 de fevereiro, ocorreu o debate RésiliArt para comemorar o Ano Internacional da Economia Criativa para o Desenvolvimento Sustentável – Reconstruindo melhor por meio da Economia Criativa, apresentado pelo Subdiretor Geral da Cultura da UNESCO Ernesto Ottone Ramírez. O debate foi moderado pela Valériane Gauthier (do canal France 24), e teve como convidados Jean-Michel Jarre (compositor e Embaixador da Boa Vontade da UNESCO), Abderrahmane Sissako (renomado diretor de “Timbuktu”), Thomas Steffens (CEO da Primephonic – plataforma de música clássica), Vanja Kaludjercic (Diretora do Festival Internacional de Cinema de Rotterdam) e Victoria Contreras (fundadora e Diretora Geral da Associação Conecta Cultura de México). O debate se concentrou em como podemos reconstruir as indústrias criativas e culturais após a pandemia do COVID-19 (levando em consideração que os artistas estão usando a esfera digital durante a crise) e como os setores que contam com o público presencial se adaptaram à situação. O evento estudou planos para reviver a economia criativa, tornando o setor criativo mais resiliente diante de crises futuras para projetar políticas culturais mais alinhadas com a Agenda 2030 (plano de ação global que reúne 17 objetivos de desenvolvimento sustentável e 169 metas, criadas para erradicar a pobreza e promover vida digna a todos, dentro das condições que o nosso planeta oferece e sem comprometer a qualidade de vida das próximas gerações).

Fonte: UNESCO

JARRE ASSINA PETIÇÃO PARA AUMENTAR A IDADE DO CONSENTIMENTO SEXUAL E PROTEGER CRIANÇAS E ADOLESCENTES DE ABUSOS

É uma brecha legal que se tornou incompreensível. Na França, em casos de estupro de menores, incesto ou criminalidade infantil, os advogados devem comprovar que a criança não estava consentindo. Uma aberração denunciada há anos por associações de proteção à criança. Vários projetos de lei foram considerados desde o início do ano para mudar essa situação. O primeiro, que estabelece a idade do não consentimento aos 13 anos, foi aprovado no Senado francês em 21 de janeiro. A Assembleia Nacional aprovou em 18 de fevereiro por unanimidade, um projeto de lei do Partido Socialista (PS) que envia uma “proibição clara” aos autores de violência sexual contra menores. Em particular, estabelece o limite para o não consentimento em 15 anos, e 18 anos em caso de incesto. Apesar dos limites de proteção estarem alinhados, o governo planeja reformar para passar por um projeto de lei do Senado, considerado mais avançado. No dia 9 de fevereiro, o ministro da Justiça Eric Dupond-Moretti fez uma promessa de que um menor de 15 anos não pode mais ser considerado consentido. Sem mencionar a questão do incesto. “Está tudo indo na direção certa, mas temos que estar atentos”, diz Pascal Cussigh, advogado e secretário do Collectif pour l’enfance (Coletivo para a Infância – ‎grupo que trabalha para obter um limite de idade de 15 anos, e de 18 anos em caso de incesto). Em um artigo iniciado por Tristane Banon (jornalista e escritora francesa), mais de 160 personalidades (entre elas Jean-Michel Jarre) pedem um esforço extra para proteger crianças e adolescentes de até 15 anos e, em caso de incesto, até 18 anos.

Fonte: Le Parisien

JARRE PARABENIZA NICK RHODES PELO PRÊMIO ROLAND LIFETIME ACHIEVEMENT 2021

Em 20 de janeiro de 2021, a Roland entregou seu sexto prêmio anual Lifetime Achievement Award para Nick Rhodes, tecladista da banda Duran Duran. A banda publicou um vídeo em seu canal no YouTube, com depoimentos de várias pessoas e artistas ligados à música eletrônica e bandas de rock e pop parabenizando-o pela conquista. Entre eles temos Gary Numan, Giorgio Moroder e Jean-Michel Jarre (a partir de 15:13) direto de seu estúdio. Os últimos vencedores do Roland Lifetime Achievement Award foram Jimmy Jam & Terry Lewis, Thomas Dolby, Jean-Michel Jarre, Omar Hakim e Phuture’s DJ Pierre & Spanky.

Fontes: Duran Duran | Ricardo Melo

CATEGORIA “MÚSICA ELETRÔNICA” É ELIMINADA DA PREMIAÇÃO VICTOIRES DE LA MUSIQUE

Em 13 de fevereiro, o ex-le Tribe Joachim Garraud manifestou no seu Facebook oficial, a sua indignação com a eliminação da categoria “Música Eletrônica” do prêmio anual Victoires de la Musique (considerado o Grammy da música francesa), do qual Jarre já concorreu e já foi o vencedor por várias vezes:

“Como expressar minha tristeza e incompreensão por ver a categoria de Música Eletrônica desaparecer da cerimônia do Victoires de la Musique? Não entendo quem pode ter tomado uma decisão tão estúpida e redutora para toda a profissão que gera mais dinheiro para exportação do que todos os outros gêneros musicais. Você acredita sinceramente que ignorando uma corrente musical, vai incentivar a criação francesa? Estou enojado com tanta besteira e tanto desprezo. Pode me explicar o que está acontecendo?”

Jarre já ganhou quatro vezes o Victoires de la Musique :

1985 – Melhor álbum instrumental para Zoolook
1986 – Melhor álbum instrumental para Rendez-Vous
1986 – Melhor espetáculo musical para Rendez-Vous Houston
1994 – Melhor espetáculo musical para a turnê Europe in Concert

Em outras duas ocasiões, Jarre concorreu mas não foi o vencedor:

1995 – Melhor álbum instrumental para Hong Kong
2017 – Melhor álbum de Dance Music / Música Eletrônica para Electronica 2 – The Heart of Noise (mais informações aqui)

Fonte: Joachim Garraud

FÃ LANÇA ÁLBUM TRIBUTO COM COVERS DE JEAN-MICHEL JARRE

Simon Jensen, fã de Jean-Michel Jarre, lança em 19 de março o álbum “Tell Me the Truth!”, trazendo em algumas das faixas várias homenagens ao compositor francês, com trechos de algumas das suas mais famosas composições, entre elas Oxygene 4, Rendez-Vous 4 e Equinoxe 5.

TRACKLIST:

01 If We Had the Time (4:54) – Equinoxe 5 e If..!
02 I Wanna Talk to You (3:39) – Rendez-Vous 4
03 I Am Who I Am! (3:43) – Chronologie 4
04 I Can No More! (4:35)
05 Okay, Mr. (4:21) – Infinity (Movement 6)
06 Release it. (5:40)
07 Take Your Hands Down, and Give a Smile (6:12)
08 The Dream (3:15) – Together We Thrive (Tema do HSBC)
09 The Summer (2:38)
10 Tell me! (2:51)
11 Tell Me the Truth! (4:32) – Oxygene 4
12 Mr. Max (2:59) – Automatic 2
13 Who Am I? (4:19)
14 Teo and Tea in Copenhagen (3:39) – Téo & Téa
15 The Truth Will Set You Free (8:44)

Um preview das faixas está disponível aqui.

O primeiro single “Tell Me the Truth!” foi lançado em 10 de fevereiro, usando a melodia de Oxygene 4 na composição:

Fontes: Simon Jensen|qbuz.com|https://music.apple.com/

GENDARMARIA NACIONAL TOCA EQUINOXE 4 EM CONCERTO BENEFICENTE

Na França, a Gendarmaria Nacional é uma força policial militar subordinada ao Ministério da Defesa francês para as missões militares, sob a tutela do Ministério do Interior para as missões de policiamento. Composta por uma força humana de mais de 100.000 homens e mulheres, a Gendarmaria Nacional presta policiamento judicial, assistência à população, aplicação da lei e participa na defesa da nação. Dedicando parte de suas vidas a essas nobres missões, em todos os momentos e em qualquer lugar, os gendarmes respondem, com compostura e humanidade, aos dramas da vida.‎ 16 de fevereiro é o dia de homenagear os gendarmes que morreram ou ficaram feridos em serviço e um concerto beneficente é tradicionalmente realizado no Hôtel National des Invalides, com recursos destinados para a Fondation Maison de la Gendarmerie. Neste ano, a música de abertura do concerto, foi uma bela versão de Equinoxe 4.

Fonte: Gendarmaria Nacional Francesa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.