PRESIDENTE DA FRANÇA PROMOVE MÚSICA ELETRÔNICA NA SEDE DO GOVERNO

No final do mês de junho, pela primeira vez na história, o  Palais de l’Élysée (sede da presidência da França), hospedou sua primeira rave…sim, isto mesmo um festival de música eletrônica !!! A lista de convidados do Presidente Emmanuel Macron, grande fã do gênero, incluiu artistas tops frances de renome mundial como Jean Michel Jarre Air, Daft Punk, Justice e M83, só pra mencionar os mais famosos . Isto foi uma forma do governo francês mostrar respeito ao grande talento cultura e exportador da música francesa para o  mundo.

O evento aconteceu no dia 21 de junho para mais de 1.500 pessoas e foi chamado oficialmente de “Élysée Fête La Musique” para celebrar a Fête de la Musique, evento anual que consagra a música francesa. Pela primeira vez na história da sede da República, Emmanuel Macron abriu o palácio presidencial para a festa da música para o público em geral, acolhendo artistas da moda.

Presidente francês Macron tietou Jarre

Falando a agência de notícias AFP , o músico francês Jean Michel Jarre disse:

“A música eletrônica , é a música mais popular do mundo, e vem da Europa e da França, é legítimo que seja institucionalizada”, Jarre sabe que a maioria do jovens são autodidatas hoje em dia no gênero mas quer destacar , “Eu estou em campanha para a criação de uma Academia de Música Eletrônica, em um momento em que os Ministérios da Cultura e da Educação estão realizando ações em favor da música na escola.”

“Sempre me convenci de que o electro se tornará a música clássica do século XXI”.

Durante o evento, Macron fez questão de comprimentar Jean Michel Jarre e até tirar uma selfie com o músico. Jarre disse :

” Dar as boas-vindas ao electro no Elysee é significativo porque está em sintonia com a criação de hoje. Especialmente porque o electro nasceu na França e na Alemanha e não tem nada a ver com o mundo anglo-saxão. Esta noite foi organizada muito rapidamente. Há uma lógica de que o electro está sob os holofotes, como a música barroca oficializada em Versailles depois de ser experimental”.

Jarre pediu ao Presidente Macron, uma defesa e apoio a festivais e proteção de direitos autoriais, um sistema que ajuda os músicos no mesmo “modelo de assistência ao cinema”.

 

Fontes:

https://www.la-croix.com

https://actu.fr/