JARRE PROMOVE O INASOUND

No mesmo dia que Jean Michel Jarre esteve presente ao Palácio Elysée para a festa rave promovida pelo Presidente Macron, na parte da tarde, o músico esteve foi ao Palais Brongniart em Paris, para outro evento vinculado a Fête de la Musique, e organizado pela INA-FR (Instituto Áudio Visual da França) em conjunto com a INA-GRM, na qual Jarre é Presidente de Honra. Ao lado do presidente do INA-FR Laurent Vallet, foi lançado oficialmente o 1° INASOUND Festival, que ocorrerá nos dias 8 e 9 de dezembro em Paris, no próprio Palais Brongniart.

Sob os auspícios de Jean-Michel Jarre, como padrinho do evento, o INA transformará a antiga Bolsa de Valores de Paris em um efêmero vilarejo do eletro, reunindo criadores, artistas, clubbers, start-ups e fabricantes.

Jarre recebe seu porta-retrato do presidente Laurent Vallet no INA-FR

Laurent Vallet destacou a escolha de Jarre:

“O que é mais natural do que inscrever a abordagem do INA neste mundo da música eletrônica, já que a abordagem experimental está no centro de nossas missões. E também, o que é mais natural, do que solicitar a Jean-Michel Jarre – Presidente Honorário da INA-GRM – para ser o padrinho desta primeira edição. Esta reunião refletirá todo o know-how do INA e, para isso, mobilizaremos todos os nossos departamentos …”

Como ex-aluno do GRM, Jarre expressou sua gratidão à contribuição de seus mestres, tornando-se o embaixador essencial da música eletrônica na França e no exterior. Ele não deixou de mencionar seu prazer em associar-se a este evento:

“Esta aventura me alegra, não se trata de outro Festival; O INASOUND é uma porta aberta para uma nova cara do INA … Banhando toda essa herança, remixamos, reconstruímos esse fundo bruto para propor novas propostas criativas, com ferramentas digitais, representa uma grande aventura, estou sinceramente feliz por ser o padrinho do INASOUND! “

Durante o evento, Jarre ganhou um porta retrato de uma foto sua tirada dos arquivos do INA-GRM, bem como um LP de gravações experimentais e raras produzidas dentro da instituição.

Jarre recebe um disco de gravações raras do GRM

Os primeiros artistas anunciados para o festival foram: Arnaud Rebotini, NSDOS, Jean-Benoît Dunckel (Air), Matt Black (Coldcut), Sara Zinger e CätCät.

Além dos shows ao vivo, o público poderá participar de projeções, masterclasses, Realidade Virtual e experiência sonora, com o INA-GRM Acousmonium, workshops para crianças, e um hackathon. O resto da programação será revelada no início de setembro.

Este evento, concebido e criado pelo INA com o apoio do INA-GRM (Grupo de Investigação Musical), representará também uma grande oportunidade para celebrar o 50º aniversário do INA-GRM, constituindo assim uma experiência única, dedicado à electro cultura em todas as suas formas.

Fonte: http://sortiesmediapresse.com