NORTH AMERICA TOUR – ENCONTROS EM DENVER, BERKELEY E O AFTER PARTY APÓS LOS ANGELES

A turnê norte-americana de Jean Michel Jarre pelo Canadá e Estados Unidos da América, proporcionou pela primeira vez a maioria dos fãs norte-americanos a ter contato direto com a música e shows do artista francês, sem que se tenha que viajar para Europa ou outro país para assisti-lo. A única experiência de show que Jarre havia apresentado aos americanos, foi o “Rendez-Vous Houston” em 1986, a mais de trinta anos…então a expectativa de ver o artista de perto, era enorme para muita gente.  Um público que muitas vezes não é apenas compostos de fãs comuns, mas também de outros artistas,intelectuais, produtores e pessoas ligadas a área do entretenimento, que assistem ao show na oportunidade de adquirir uma nova experiência cultural.

 

Após o show de Denver,no Colorado dia 24/05, Jean Michel Jarre e a Le Tribe se encontrou com Brian Transeau, também conhecido como BT,  um músico e produtor estado-unidense de música eletrônica. Uma de Suas Músicas “Kimosabe” Aparece no Jogo Need for Speed: Underground, ele compôs a trilha sonora do filme Velozes e Furiosos de 2001. B.T. entrou para o livro dos Recordes o Guiness Book pela sua música “Somnambulist (Simply Being Loved) por conter o maior numero de vocais editadas (6,178 Edições) em 2010 BT foi indicado ao Grammy pelo o álbum: “These Hopeful Machines” pela a categoria “Melhor Álbum de Eletrônica e Dance”.

Jarre postou no Instagram:

“Depois do show de Denver com o B.T., um cara legal e grande músico.”

 

After the Denver show with BT a cool guy and a great musician! #sanfrancisco #losangeles #electronicatour

A post shared by Jean-Michel Jarre (@jeanmicheljarre) on

O próprio B.T. postou nas redes sociais a mensagem:

” Dizer que ele é meu herói é uma sub avaliação do milênio. Ele mudou fundamentalmente o que eu acreditava ser possível na música. Os sons, os sintetizadores, as progressões e as melodias somadas as melodias. Eu cresci adorando sua música. O verdadeiro ‘batedor’, é Jean Michel e eu realmente conheço e amo cada música. A profundidade pessoal disto não pode ser exagerada. Que alguém que trabalhe exploda minha mente até hoje … Então, a noite passada foi mágica. O show foi FENOMENAL. Se você estiver em qualquer lugar, e um deles acontecer, você deve participar. São impressionantes visuais e sintetizadores analógicos ao vivo. É tudo o que você precisa saber. Apenas esteja lá. Jean Michel agradeço-lhe por uma das melhores noites da minha vida.”

A escala seguinte da turnê foi dia  26/05 em Berkeley, San Francisco, lugar de uma das mais respeitadas universidades americanas. Oportunidade que Jarre teve para se encontrar com o amigo Dave Smith (que inclusive é professor em Berkeley) e  Susanne Ciani,uma das pioneira eletrônica e famosa por vários discos no estilo new age. Um momento incomum, já que Dave Smith, é considerado o pai do protocolo MIDI que permitiu os computadores se ligarem aos sintetizadores e também foi responsável pela construção dos famosos synths “Prophet”.  Jarre inclusive havia posteriormente informado que neste turnê norte-americana, estava usando um dos últimos modelos produzidos por Smith. A Le Tribe também aproveitou a oportunidade de se encontrar com os pioneiros da eletrônica.

Jarre, Susanne Ciani e Dave Smith

Marco Grenier, Stephane Gervais, Dave Smith e Suzanne Cian além de Claude Samard:

Durante o show, ficamos sabendo também que outros artistas residentes em San Francisco, também assistiram a apresentação, como foi o caso do músico americano Robert Rich, de new age e ambient music e família :

A grande surpresa ficaram realmente para o último show em Los Angeles, no dia 27/05. Após realizar o seu último show da turnê Norte Americana do Electronica, em Los Angeles, California, EUA, Jarre e equipe tiveram uma festa de encerramento ‘after party’ nos bastidores do Microsoft Theater.  Entre os vários convidados estavam artistas colaboradores do álbum “Electronica”: Gary Numan,  Anthony Gonzalez (M83) , Julia Holter

Além disto também tivemos a presença nos bastidores durante o after party do produtor musical americano Carmen Rizzo e outros convidados:

 

Hilary Asher (D.J. e fotografa americana)

Ryh-Ming Poon – Publicitária com a família de Gary Numan

https://www.instagram.com/p/BUpMQc2BAko/

 

 

Katherine Tulich, jornalista australiana da agencia internacional de jornalistas de Hollywood.

Mara Schwartz Kuge, Presidente e fundadora da Superior Music Publishing and DJ at Soft Rock Sunday, voou diretamente de Atlanta, do outro lados dos States, só pra ver o show do Jarre em Los Angeles:

If John Kuge is gonna fly out from Atlanta to see Jean-Michel Jarre on his first American tour EVER, he might as well say hi to him.

A post shared by Mara Schwartz Kuge (@mara_schwartz_kuge) on

 

Sylvia Fuller,pintora americana

Por fim, próprio Jarre postou fotos com os principais membros de sua equipe:

Thank you all thank you my family for such a great tour.! See you soon..! #hollywood #losangeles #electronicatour

A post shared by Jean-Michel Jarre (@jeanmicheljarre) on

 

Fonte: Varias e Jean Michel Jarre oficial.