UNESCO: JARRE CELEBRA OS 70 ANOS DA INSTITUIÇÃO

logo unesco oficial

Como Embaixador da Boa Vontade da UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura), o músico francês Jean Michel Jarre, desenvolveu vários projetos em prol da instituição ao longo dos anos, o mais famoso, foi o Concerto da Tolerância (Concert pour la Tolerance) em 1995, aos pés da Torre Eiffel. No último dia 16 de Novembro, o músico esteve na sede da organização, em Paris, para celebrar os 70 anos da instituição, em um momento bastante difícil para a organização e para a cidade de Paris, devido aos ataques terroristas do último dia 13 de novembro.

unesco2015
Líderes de todo o mundo reuniram-se na sede da UNESCO para denunciar o terrorismo e expressar determinação de trabalhar com a Organização para promover o diálogo, a educação ea salvaguarda do património cultural em sua diversidade. Os líderes tinham vindo a Paris para o 70º aniversário da UNESCO e acabaram participando de um evento que foi marcado pelo luto pelas vítimas dos atentados que atingiram a capital francesa.

jarreunesco2

O evento foi realizado como parte da 38.ª sessão da Conferência Geral da UNESCO, o órgão que reúne representantes de todos os Estados membros da Organização, que se encerrará em 18 de Novembro.

A Diretora-Geral da UNESCO, Irina Bokova, reiterou em nome da Organização solidariedade com a França e as vítimas do terror em todos os lugares quando ela apresentou um programa na noite que contou com uma apresentação da Orquestra Mundial pela Paz, que foi designada “Artista UNESCO para a Paz”.

“Paris incorpora o que os extremistas ódio e medo acima de tudo; uma cidade de luz, uma cidade livre em um país livre, França, que tem uma paixão para o debate e para as coisas da mente. Os extremistas têm medo de cultura. Eles estão com medo da história, da diversidade cultural e da liberdade que ele representa, a liberdade de viver e de pensar. É por isso que eles destruíram Palmyra, Mosul e Hatra. É por isso que eles atacam jornalistas, comunidades religiosas e capacidade das pessoas de viver juntas “, disse a Diretora-Geral.

A performance musical da Orquestra Mundial pela Paz foi seguida por uma projeção sobre os edifícios da sede de um show de luzes concebido como uma declaração para aqueles em Paris e em todo o mundo que a UNESCO permanece fiel à sua Constituição da UNESCO, adotada 70 anos atrás, hoje, para construir a paz nas mentes de mulheres e homens, uma breve que é mais relevante hoje do que nunca.

unesco20152
Projeções na sede da UNESCO em Paris.

 

UNESCO celebra 70 anos no meio a luto pelos atentados em Paris.
UNESCO celebra 70 anos no meio a luto pelos atentados em Paris.

No dia 17 de Novembro, houve o encontro de Embaixadores da UNESCO, onde a atual Diretora-Geral da organização agradeceu a presença e apoio de J.M.Jarre:

Verdadeiramente grata a Jean Michel Jarre por seu apoio incansável pela paz e tolerância como Embaixador da Boa Vontade da UNESCO

Jarre e a Diretora Geral da Unesco Irina Bokova
Jarre e a Diretora Geral da Unesco Irina Bokova

Em entrevista para a TV bulgara, Jarre foi entrevistado

BNT: – Como um artista de renome mundial qual é a sua atitude para este cruel ataque terrorista em Paris?

Jean Michel Jarre: – Antes de tudo isso é um ataque ao meu país, mas também é um ataque contra o mundo inteiro. É muito importante para mim como um Embaixador da Boa Vontade da UNESCO, o que aconteceu aqui hoje, ou seja, que a organização não cancelar o fórum mundial de líderes, por ocasião do 70º aniversário da UNESCO. Esta é a melhor resposta contra o terror – educação, cultura e ciência. Porque todos nós sabemos que estas são soluções reais. E é por isso que eu me tornei um embaixador da boa vontade da UNESCO e servir diretamente a Diretora geral Irina Bokova hoje. Será que vocês entendem – eles matam, nós matamos, sangue por sangue – este não é o caminho, esta não é a resposta. A resposta ao terror são valores universais e é por isto que estamos aqui hoje para lembrar ao mundo inteiro!

BNT: – Em sua vida provavelmente nunca aconteceu algo. Como pessoas normais devem reagir a uma situação como esta?

Jean Michel Jarre: Você já deve ter ouvido falar em minha mãe que era uma grande figura da Resistência Francesa. Foi capturada pelos nazistas três vezes, ela foi enviada para um campo de concentração e ela sempre me disse que quando a sociedade cria algo que é inaceitável para nós, devemos corajosamente enfrentar cara a cara com ele e não necessariamente a dizer parar, mas para enviar um sinal positivo. Sinalizam a consciência sobre o que devemos fazer, incluindo aqui na UNESCO. Eu sou um artista e eu quero contribuir com todo o meu poder para os valores fundamentais da organização. Eu respeito profundamente o trabalho de Irina Bokova como Diretora-Geral, porque eu vou sair amanhã de Paris, mas ela permanecerá e é por isso que eu e todos os outros artistas que fazem parte dela estão nesta sala esta noite – para honrar os valores do nome da UNESCO pela Paz, que é ainda mais importante no contexto de tudo o que aconteceu em Paris.

BNT: – Sra Bokova, você possui esta incrível felicidade que este homem seja um Embaixador da Boa Vontade da UNESCO, com essas pessoas podeosm lutar contra o terrorismo é bem mais fácil?

Irina Bokova, Diretora-Geral da UNESCO: Sim, realmente.

Fonte: UNESCO / TV BULGARA /
Fotos: http://www.unesco.org/new/en/media-services/single-view/news/unesco_and_world_leaders_rally_against_violence_and_extremism_as_they_mark_the_organizations_70th_anniversary/#.Vkxsqb8UO5K