Dreyfus entra em disputa judicial pelo novo Oxygene

dreyfus
Em 2007, o músico francês Jean Michel Jarre moveu uma ação judicial contra sua antiga gravadora, a Dreyfus Disques, para ganhar os direitos do seu aclamado álbum, Oxygene. Infelizmente, o artista não ganhou os direitos sobre a master original de 1976, que continua pertencente a Dreyfus. Jarre, tinha o direito apenas sobre a música em si, isto é, ele poderia usar o álbum para ser regravado e reeditado, mas não usar a master original de 76 e nem a remaster de 1997.
No mesmo ano, ele realizou o showcase na Belgica e junto com sua nova gravadora, relançou Oxygene, com uma versão DVD do show e uma versão nova remasterizada para o CD, que acabou sendo lançado pela EMI MUSIC. Para isto, Jarre informou a EMI MUSIC, que a gravação do CD era completamente nova e a companhia pagou EUR 750 mil pelo novo trabalho ao artista.
Este ano, o jornal inglês “Mail On Sunday”, lançou para seus leitores londrinos, 2,7 milhões de copias grátis do CD, com aval da EMI MUSIC UK e de Jean Michel Jarre.
A Dreyfus Disques fez uma análise do novo CD, entitulado NEW OXYGENE REMASTER EDITION, e descobriu que Jarre não produziu uma nova remasterização, mas retrabalhou o master original de 1976 sem autorização da Dreyfus e ainda mentiu para a EMI MUSIC. A Dreyfus então, entrou com uma nova ação judicial contra o jornal “Mail On Sunday”, por que o CD está escrito “Original Edit”. O caso já bateu na EMI MUSIC, que está pedindo os EUR 750 mil de volta a Jean Michel Jarre, pois está considerando que o artista mentiu para a major da industria fonográfica e pode significar também a exclusão do artista dos quadros da major.
A história está apenas no começo…

fonte original (em francês):

http://www.purepeople.com/3437-Jean-Michel-Jarre-l-auteur-d-Oxygene-ne-manque-pas-d-air-.html

Jarrefan Brazil

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.