JARRE FALA SOBRE A CHEGADA DO HOMEM À LUA

Aproveitando o lançamento do filme “Primeiro Homem” (First Man) Universal/Dreamworks, em outubro, a Rádio francesa EUROPE 1, entrevistou uma série de personalidades sobre a chegada do homem à lua, que no próximo ano se completaram 50 anos. Entre estas personalidades está o músico francês Jean Michel Jarre.

Para Jarre, a data de 21 de Julho de 1969, significa a “fundação” do espírito de exploração do futuro. Jarre disse na entrevista, que no dia da chegada do homem a lua, acompanhou o evento com amigos de sua banda. “Estávamos na garagem ensaiando, não muito longe de casa, e decidimos jogar um pingue-pongue pintando a bola como a lua”, lembra ele. Ao retornar, o compositor começou a improvisar (músicas) enquanto olhava para as imagens da lua …

O espaço nunca deixará de influenciar a carreira do músico. Quase vinte anos depois, ele passou por uma tragédia com a morte de seu amigo Ron McNair na explosão do ônibus espacial Challenger. O astronauta iria executar uma música no saxofone direto do espaço durante um de seus shows. O show, ocorrido em Houston para o 25º aniversário da NASA, ainda assim foi realizado. “Eu estava na lista de pessoas que poderiam ir para o espaço“, diz Jean-Michel Jarre.

‘Fly me to the moon’, ‘Space oddity’, ‘Moonhead’.. As canções que evocam a lua e a viagem de 1969 são várias. Jean-Philippe Balasse, jornalista da Europa 1, evoca em contraponto o aspecto musical deste acontecimento histórico na entrevista.

Se Jarre fosse à lua, o que teria dito no lugar de Neil Armstrong?

Eu não conseguiria vencer a frase extraordinária que ele disse inconscientemente e que permaneceu na história“, sorri o músico.

Ainda na entrevista, Jarre revelou que pretende usar sons espaciais da Terra e da lua em um futuro projeto para o ano de 2019.

Fonte: http://www.europe1.fr/emissions/3h56-le-premier-homme-sur-la-lune/jean-michel-jarre-3h56-le-premier-homme-sur-la-lune-3785312