Jarre exibe trechos inéditos de música em programa francês

2010

O músico francês Jean Michel Jarre , foi entrevistado no programa da TV francesa “Thé ou Café” (France 2), no ultimo dia 06 de fevereiro de 2010. Durante a entrevista, o programa visitou o músico em seu novo estúdio em Bougival, onde em primeira mão, ele apresentou um pequeno trecho de uma música nova que fará parte da turné “2010” e do novo álbum, com previsão de lançamento para o final deste ano. Pelo trecho, parece que Jarre finalmente voltou as raizes de Oxygene e Equinoxe e irá agradar em cheio seus fãs de velha data.

Alguns trechos traduzidos:

Jarre: “Olá, olá. Então aqui nós temos um monte de instrumentos, incluíndo um muito analógico, que é esta bicicleta. Quando a inspiração não vem, é extremamente bom pedalar ao longo do Rio Sena para encontrar inspiração. Então é um instrumento muito importante no estúdio…a bicicleta.”

“Este aqui é um pedaço em que nós estamos trabalhando. E….eu não sei se haverá algum som de fora nisto. Tecnologia irá ditar o estilo e não o inverso. Portanto, esses instrumentos aqui, permita-me fazer algumas coisas que eu não poderia fazer nada, a dois ou três séculos atrás. Mas eu acho que hoje, por exemplo, se Vivaldi vivesse agora, ele seria da banda Metallica.”

“Eu foi um dos primeiros…a começar a trabalhar nestes instumentos, de forma que se pode dizer para olhar a música em termos de sons e não simplesmente em termos de notas ou teoria musical. Não existe nada comparado a isto. E é incrível em um sentido, mas é extremamente confortável no outro. É realmente lhe permitir abordar as coisas de forma totalmente inconsciente e inocente.”

“A inspiração é o fato de estar em um estado de esponja para absorver as coisas diferentes que acontecem na vida. E, na verdade, todas essas emoções, eu transcrevo com o meu ambiente, que são os instrumentos que têm toda a minha vida desde que eu decidi fazer essa música e não outra.”

“Acho que quando queremos nos expressar, através de uma caneta e papel ao escrever por exemplo, vemos que é a ferramenta que determina o seu estilo. E não o contrário. A idéia de transmissão é algo fundamental e importante para mim. Quando existem muitos e muitos jovens que fazem perguntas sobre a forma de abordar a música, etc…em termos de inspiração, o estilo é o que nós queremos fazer, eu digo que é absolutamente importante seguir seu próprio caminho e começar a seguir o preceito de Costeau que é ‘Do modo como as pessoas te culpa, porque ao fazê-lo, você vai ser você mesmo’. E tentar cavar interiormente mais do que apenas ser influenciado ou copiar. A criação da eternidade como se não ligadas seguindo uma linha, mas tentando encontrar a sua própria.”

Avatar

Marcos Paulo

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.