Entrevista com Jarre na Record Collector

A última edição da revista inglesa RECORD COLLECTOR (n°336 de maio/2007) está trazendo uma entrevista de meia pagina com Jean Michel Jarre, sobre seu novo álbum ‘TÉO & TÉA’. Alguns tópicos:

Sobre Téo & Téa:
Jarre novamente fala sobre o álbum, dizendo que somente agora ele está indo para as pistas de dança, o que era impossível na epoca de Oxygene na era Disco ou mesmo nos anos 80, na era do House. Ele disse que não fez o disco pensando nisto, que nasceu por instinto.

Material nunca lançado:
Sim, ele possui em seus arquivos partes não completadas e que não foram usadas em Oxygene e que gostaria de lançar algum dia. Ele tem também faixas de diferentes projetos que poderão ver a luz do dia em ou ano ou mais.

Qual foi o primeiro disco que ele comprou?
Apache do The Shadows. Ele disse que tem um monte de vinil, bem como Cds e várias outras músicas em iTunes de vários generos de musica.

O álbum mais recente que ele comprou foi o …
Klaxons, muito bom

Um música que mantem eterna?
Imagine do John Lennon.

Que música ele gostaria que fosse tocado no funeral dele?
“O meu novo álbum” (!?!)

Planos de escrever uma autobiografia ?
Sim, ele mantem um diário esquematizado. Quer lançar uma biografia em francês ou inglês até o Natal. Algo como o Bono (U2) fez, que seria uma conversação com um escritor.

O que gostaria de mudar no passado?
Não mudaria praticamente nada, só sua relação com seu pai (o compositor Maurice Jarre), que está sendo muito boa agora, mas era muito fria no passado.

Qual banda gostaria de tocar?
The Rolling Stones

Se ele já fez alguma jan session particular da qual não sabemos ?
Sim, ele já tocou improvisadamente em um pequeno clube de New York com Laurie Anderson, também já tocou em festas privadas na França. Segundo ele, existem várias fitas antigas que ele fez no tempo de escola. Algo experimental punk trash com um monte de eco. Sua antiga banda chamava Dustbins.

Se ele já cantou em algum Karaoke?
Somente com amigos no Japão. Musicas americanas e da J-pop.

Qual instrumento ele gostaria de aprender a tocar?
Instrumentos de sopro como trumpete e saxofone.

Tecladistas que ele admira:
Keith Jarrett, Elton John, e Rick Wright do Pink Floyd.

Com quem ele gostaria de trabalhar:
Chemical Brothers, Underworld, Arcade Fire e Goldfrapp – Ele é um grande fã.

Quando será sua próxima extravagância ao vivo?
Ele espera fazer um show no Deserto Saudita para o programa das Nações Unidas “Water for Life”, tocar o novo álbum dele em um showcase na Apple Centre de Londres, tocar também no Glastonbury festival e em outros festivais de verão.

Fonte: Zoolook.nl

Marcos Paulo

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.