“ZOOLOOK EXPERIENCE”: FILMAGENS EM NOVA IORQUE, LONDRES, BERLIN E SIMONNE JONES FALA SOBRE SUA PARTICIPAÇÃO

zoolook experience

 

No último dia 03/07, as produtoras a_BAHN e Camera Talk Productions, divulgaram em suas redes sociais fotos das filmagens na cidade americana de Nova York com o produtor e músico eletrônico britânico Luke Vibert e os artistas Antonino D’Ambrosio e o americano Jeremiah Lockwood . Segundo nota, eles estavam desenvolvendo um trabalho de sampleamento musical para o projeto “Zoolook Experience”.

 zoo-ny3

zoo-ny1

zoo-ny2

No dia 07/07, as mesmas produtoras divulgaram fotos das filmagens em Londres, com o músico Matthew Herbert e a banda francesa KIZ. Ao que parece, a produção aumentou de tamanho, além dos 4 artistas originais.

Beryl Koltz e os "Sound Hunters"  em Londres.
Beryl Koltz e os “Sound Hunters” em Londres.

E também foram anunciadas novas filmagens em Berlim, Alemanha, durante esta semana de Julho com os “Sound Hunters” (caçadores de sons), a equipe de produção do documentário transmídia.

A diretora  Beryl Koltz" e sua equipe de "Sound Hunters" em Berlim para novas filmagens.
A diretora Beryl Koltz” e sua equipe de “Sound Hunters” em Berlim para novas filmagens.

 A artista Americana, radicada na Alemanha,  Simonne Jones foi entrevistada por Daniel Sterner, no último dia 06/07 para o site Elektronauts.com. Falando sobre ciência e música, ela falou sobre a colaboração dela no documentário transmídia Zoolook Experience:

Simonne Jones
Simonne Jones

P: Qual a sua opinião sobre a conexão entre música e ciência?

 Eu definitivamente faço. Na semana passada eu estava no Brasil gravando. Isto é um filme documentário, “Zoolook”, sendo feito lá. É a recriação da idéia que Jean-Michel Jarre tinha, todo o conceito do seu álbum “Zoolook”. Eles escolheram quatro artistas, inclusive eu, que foi enviada para São Paulo e gravamos em uma tribo indígena que fala uma língua antiga. Eles têm essa forma realmente interessante de viver de música. Eles vivem na selva, eles não têm iPhones, eles não têm água corrente. Não há eletricidade. Foi muito intenso. As pessoas que nós conhecemos lá, acreditam que a música é uma forma de alcançar a iluminação espiritual e emocional. É uma maneira de se conectar a outro plano de existência, em que há outros seres que podem formar um canal de música entre nós, se permitirmos que eles façam.

 Zoolook é um dos meus álbuns favoritos. Você está colaborando com Jarre?

 Não, mas eu gostaria disto!

O projeto “Zoolook Experience” é um projeto transmídia a ser lançado em novembro de 2014, celebrando os 30 anos do álbum “Zoolook”. O projeto é independente do artista, mas Jean Michel Jarre o apóia desde o ano passado.

link:  http://www.elektronauts.com/

ATUALIZADO – 10/07

Falando para a Rooms Magazine, em sua edição de Julho/2014, Simonne Jones falou sobre a experiência dela em São Paulo, para o Projeto Zoolook Experience. Ela esteve com uma tribo de indígenas Guaranis, onde criou uma biblioteca de samples de instrumentos nativos para as pessoas baixarem e reutilizar:

“Eles (os índios) possuem uma perspectiva muito interessante na música, pois não é apenas entretenimento para eles, isto é mais um ritual para alcançar a iluminação espiritual”, explica Jones. “Gostaríamos de sentar em torno de umas fogueiras, como os anciãos para compartilharem seus conhecimentos de seus antepassados de mais de 2.000 anos atrás, e é desta forma que a tribo educa seus filhos. Ouvindo algumas dessas histórias na língua antiga traduzida em Português e Inglês foi realmente interessante. Ser parte desses rituais de música eu me senti que eu saiu da selva como uma nova pessoa. Isto irá certamente mudar a maneira como eu escrevo músicas agora”.

Fonte:  http://www.roomsmagazine.com/index.php/2014/07/simonne-jones/

Fontes: a_Bahn / Zoolook Experience

 

Marcos Paulo

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.