JARRE NO IMS 2013 – IBIZA ESPANHA

O músico francês Jean Michel Jarre, esteve presente em Ibiza na Espanha, para o IMS 2013(International Music Summit que é um dos maiores encontros anuais da música eletrônica do continente europeu). Jarre foi um dos palestrantes principais, sendo entrevistado por Ben Turner, famosos radialista.

 

Jarre entrevistado por Ben Turner no IMS 2013 – Ibiza, Espanha

Houve um encontro histórico nos bastidores com o lendário músico americano e produtor , que tem no currículo colaborações com artistas do quilate de David Bowie, Debbie Harry, Duran Duran entre outros e que atualmente colabora no novo disco do Daft Punk, “Random Access Memories”.

 

Duas lendas da música juntas, J.M.Jarre e Nile Rodgers.

 

Antes de entrar no palco para conduzir a conferência com Jarre, Ben Turner escreveuem seu Twitter: “Eu preciso de mais oxigênio para minha fala no palco com o Sr. “”OXYGENE” @jmjofficial Jean Michel Jarre, que começa agora mesmo.”

Em primeiro lugar, Jarre disse que pensou em fazer um show em Ibiza e em particular para trabalhar com o famoso DJ britânico Fatboy Slim. Um dia antes de sua palestra, 23/05, Jarre se encontrou com Fatboy Slim, que diz ser bastante influenciado pela música de J.M.Jarre.

Fatboy Slim e J.M.Jarre

A equipe brasileira do RIO MUSIC CONFERENCE, esteve presente a entrevista e começou a twittar várias frases do Jarre ao vivo no Twitter deles:

“Inventei uma nova forma de música sem saber. Eu era um artista, criava música como pintava um quadro.”

 

“A música eletrônica permite que cada pessoa crie seus próprios filmes em suas mentes. A MTV em determinado momento salvou a indústria da música, mas acabou estragando músicas lindas pré-fabricando seus vídeos.”

 

“Se fosse comparar música eletrônica com algo, seria com o circo: a cada noite apresentando algo diferente”

 

“Música eletrônica não é um gênero, mas uma maneira nova de criar, produzir e distribuir música”

 

“Por mais popular que a música eletrônica se torne, ainda terá aquela cara underground – mais ou menos como o jazz”

 

Sobre o novo álbum do Daft Punk: “não é música eletrônica; está mais para disco music feita com instrumentos tocados ao vivo.”

 

“As ferramentas para se gravar música tem ficado melhores, mas a forma de escutar pelas pessoas piorou. (vinil > CD > MP3)”

“Não são as ferramentas e sim o conteúdo. A música em si é como o 3D sem os óculos”

 

“Não é a música que é eletrônica, mas os instrumentos”

 

“Qualquer forma de arte não depende apenas dos instrumentos que você usa, mas as idéias e emoções que vêm com ele”

 

“Visuais não são apenas o fundo. Tem de ser considerado no mesmo nível [da arte] como a música em si.”

E quando perguntado : “Quando foi à última vez que você contou quantos recordes você quebrou?” Jarre: “Nunca.”

Durante o evento a fã britânica Kanta Devi esteve presente em Ibiza, e revelou novos detalhes da palestra:

– Jarre mencionou que tem gastado seu tempo entre Londres, Berlin e China.

– Revelou que a cerca de duas semanas esteve em um show da banda OMD (Orchestral Manoeuvres in the Dark) em Londres.

– Mostrou sem descontentamento com o momento político atual da França.

– Flagrou o encontro de Jarre com Nile Rodgers, na qual falou sobre a oportunidade de trabalharem juntos um dia e quem sabe fazerem um concerto em Ibiza.

Trecho do vídeo amador que Kanta fez da palestra com Jarre:

Fonte:

https://twitter.com/RMC_Brasil

https://twitter.com/IMSibiza

Thanks  Kanta Devi (by some pictures, videos and informations)

 

Marcos Paulo

Fã Clube criado em 1997 nos primórdios da internet no Brasil. Buscamos sempre a realização de ao menos uma apresentação do Maestro Jean Michel Jarre em nosso país.


Deprecated: Directive 'track_errors' is deprecated in Unknown on line 0