JEAN-MICHEL JARRE SERÁ PALESTRANTE NO FESTIVAL SXSW

O aclamado pioneiro da música eletrônica Jean-Michel Jarre fará sua estreia no Festival SXSW (South by Southwest) na cidade de Austin (Texas – EUA) na terça-feira, 17 de março, como palestrante da “Music Copyright & AI: Who Owns Code-Created Songs?” (Direitos autorais da música e IA: Quem possui músicas criadas por código?) A palestra, moderada pela Dani Deahl (produtora de EDM, House music, DJ, jornalista e blogueira de Chicago) explorará o novo campo de direitos autorais de música e Inteligência Artificial. Jarre chega ao SXSW em apoio ao seu mais recente projeto, EōN, um aplicativo de música dinâmica disponível via iOS que produz música infinita e em constante evolução, acompanhada de uma constante progressão de efeitos visuais orgânicos.

EōN – em homenagem ao antigo deus grego do tempo e da eternidade – fez sua estreia global no Web Summit em Lisboa em novembro passado. É uma obra projetada para ser tocada sem parar. Usando elementos musicais originais compostos por Jarre especificamente para o projeto, o aplicativo cria todas as vezes que é executado, uma experiência musical nunca repetitiva e completamente única para cada usuário. A participação de Jarre na SXSW marca sua primeira aparição nos EUA desde o lançamento do aplicativo.

O aplicativo combina homem e máquina enquanto o algoritmo tece material original – batidas, melodias e acordes – que Jarre compôs, executou e gravou em seu estúdio. Numa diferença gritante para outros aplicativos de música generativa, o EōN não se limita a um estilo linear, “música ambiente”, e é, em vez disso, um álbum interminável com uma rica variedade de tons e ritmos.

Jean-Michel Jarre na Web Summit de Lisboa

Ao completar suas composições para o aplicativo, Jarre se aproximou do pesquisador da Sony Computer Science Laboratories em Tóquio (SONY CSL), Alexis André, para dar vida à música visualmente, criando um fluxo intrincado e elaborado de gráficos em constante evolução. A codificação e o algoritmo final foram entregues por Alexis Zbik e Vianney Apreleff da empresa francesa de tecnologia musical BLEASS que, com a direção artística de Jarre, definiram as regras do aplicativo e como ele orquestra a música.

Entregando uma experiência incomparável através de intermináveis horas de música original, o EōN produz uma obra de arte individual para cada usuário. Eles são capazes de ouvir música gerada pelo EōN online e offline à medida que o algoritmo e o motor de áudio são incorporados diretamente no aplicativo.

Compositor, intérprete, produtor, visionário, inovador, embaixador cultural. Qualquer lista das incontáveis facetas de Jean-Michel Jarre inevitavelmente ficaria aquém de seu significado real na história da música. Jarre é uma lenda viva e muitas vezes referida como o “Padrinho da Música Eletrônica”. Quando Jarre lançou seu álbum de estreia (Oxygene em 1976), ele abriu um novo capítulo na história da música. Hoje, ele já vendeu mais de 80 milhões de álbuns e seu trabalho pioneiro deu origem a um verdadeiro culto e à tendência de que a música eletrônica é o gênero musical de maior crescimento na indústria fonográfica atualmente.

A produção criativa incomparável de Jarre está perpetuamente ligada à sua exploração inovadora de novas tendências tecnológicas. Desde o primeiro sintetizador modular polifônico e máquinas de tambor até teclados digitais, plug-ins e aplicativos, o francês está sempre na vanguarda para usá-los. Ele foi o primeiro a popularizar a harpa laser, transformou o skyline de Houston em uma superfície de projeções para a primeira performance de mapeamento a laser em grande escala em um gigantesco concerto ao ar livre em 1986 e criou uma conexão de vídeo ao vivo com os astronautas da Estação Espacial MIR no espaço durante seu épico concerto na cidade de Moscou em 1997, testemunhado por um público recorde de 3,5 milhões de pessoas. Seu Concerto do Milênio no Egito foi o primeiro show a ser transmitido ao vivo na internet.

Em 2018, Jarre lançou seu abrangente best of, “Planet Jarre – 50 Years of Music”, bem como seu novo álbum de estúdio “Equinoxe Infinity”, um álbum conceitual sobre a influência da Inteligência Artificial na humanidade e o uso da tecnologia em nossos dias na vida cotidiana.

Fonte: broadwayworld.com