GUINNESS BOOK RETIRA 700.000 PESSOAS DO RECORDE DE ROD STEWART. MAS O RECORDE DE JARRE PERMANECE INALTERADO

Mais um capítulo sobre qual artista detêm o recorde de maior público em concertos gratuitos da história: o Guinness Book of Records retirou 700.000 pessoas do recorde do cantor britânico Rod Stewart que era de 4.200.000 pessoas. Vamos relembrar essa história:

Durante o Réveillon de 1994 para 1995, Rod Stewart quebrou o recorde do concerto de Jean-Michel Jarre no La Défense, reunindo um público estimado em 3,5 milhões de pessoas durante um show na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro. O Jarrefan Brazil nunca concordou com esse recorde, pois o público que estava lá, em sua imensa maioria, foi para assistir a tradicional queima de fogos, fato que ocorreu “antes” do show de Stewart. Quando o cantor começou a cantar, a queima de fogos já havia acontecido e boa parte do público que estava na praia, começava a deixar o local. Então dificilmente este recorde foi verdadeiro. Alguns relatam um público bem menor durante o show.

Um ano antes, em 6 de janeiro de 1994, o jornal “O Globo” publicou uma entrevista com a redatora-chefe da edição brasileira do Guinness, Solange Costa, onde a mesma disse que a publicação não dispunha de métodos próprios para estimar o público em concertos onde não há cobrança de ingressos. O Guinness Book recorre aos números divulgados pela imprensa, polícia e promotores de eventos, e que foi desta forma que o concerto de Jean-Michel Jarre no La Défense, entrou para o livro. A jornalista afirmou que “apesar de ter sido um evento ao ar livre, as pessoas foram lá para ver um show de música, o que não ocorre no Réveillon carioca. Não podemos comparar os dois eventos”. Portanto, o Réveiilon do Rio seria incluído em uma nova categoria (provavelmente “festas”).

Mas não foi isso que aconteceu. Exatamente um ano depois, o Réveillon carioca, que tinha como uma das atrações o show de Rod Stewart, reuniu um público de 3,5 milhões. Esse número já estava sendo divulgado pelas autoridades como “estimativa de público que estará presente”, antes mesmo do show acontecer, com apoio da Prefeitura do Rio de Janeiro e da Pepsi (patrocinadora do evento).

Em setembro de 1997, Jean-Michel Jarre voltou a surpreender, e fez um mega concerto na Rússia, para celebrar os 850 anos de Moscou, na Universidade Estadual. O público estimado foi o mesmo do show no Réveillon carioca, mas obviamente, como o recorde de Rod Stewart aconteceu primeiro, o público do Jarre em Moscou não havia sido homologado oficialmente, apesar de vários protestos por parte de fãs.

Público aguarda o início do concerto de Jean-Michel Jarre em Moscou

Em dezembro de 2017, a equipe do Jarrefan Brazil acessou por curiosidade o site oficial do Guinness Book, para verificar como estava o recorde de maior público em concertos ao ar livre. E tivemos uma surpresa: o livro alterou o número de pessoas que assistiram ao show de Rod Stewart de 3,5 milhões para inacreditáveis 4,2 milhões. A própria equipe do livro admite que nem todas as pessoas estavam lá para assistir ao show, mas mesmo assim, o recorde estava mantido.

4.200.000? Tá de brincadeira né Guinness Book?

Jean-Michel Jarre teve uma citação no Guinness pelo concerto de Moscou. Finalmente??? Bom, quase isto. Se o recorde do Rod Stewart foi aumentado em 1 milhão de pessoas, Jarre recebeu uma citação de “maior público ‘pagante’ em um concerto de rock – solo”

Primeira citação do recorde do concerto de Moscou apareceu junto com o recorde de Rod Stewart

Mais uma vez a equipe do Guinness errou feio. Não houve cobrança de ingressos no concerto de Moscou. Houve sim alguns ingressos para acessar a área VIP, mas esses ingressos não foram pagos e sim distribuídos de forma gratuita para pessoas previamente selecionadas. Ninguém pagou para assistir ao concerto.

Os ingressos VIP foram distribuídos gratuitamente
A área VIP do concerto de Moscou

Em agosto de 2021, voltamos a acessar o site e tivemos outra surpresa: o recorde de Jarre ganhou uma página própria, separada do recorde de Rod Stewart. Porém, não foi feita nenhuma alteração no texto. Como já foi informado anteriormente, não foi um público pagante. O concerto foi gratuito para todos os presentes. Mas, pelo menos agora, Jean-Michel Jarre é oficialmente recordista de público pela quarta vez no Guinness Book of Records.

Recorde de Jarre citado de forma equivocada. Ninguém pagou para assistir ao show

E mais uma alteração foi feita neste ano de 2024. Acessamos novamente o site e nos deparamos com o recorde de Rod Stewart alterado de novo. O Guinness Book voltou atrás e retirou 700.000 pessoas do recorde anterior, voltando com os números do recorde original: 3.500.000 pessoas.

Além disso, o livro citou os shows dos Rolling Stones e da cantora Madonna na Praia de Copacabana e acrescentou um pequeno texto sobre o concerto de Jean-Michel Jarre em Moscou. Mas a página com o recorde do artista não passou por nenhuma alteração e o recorde continua registrado de maneira equivocada.

Recorde de Rod Stewart corrigido para os números originais: 3.500.000 pessoas

“Um show gratuito liderado por Rod Stewart (Reino Unido) na Praia de Copacabana, no Rio de Janeiro, Brasil, no Réveillon de 1994, supostamente atraiu um público de pelo menos 3,5 milhões de pessoas, embora se acredite que esse número inclua aqueles que apareceram apenas para a queima de fogos de artifício na virada.

A Praia de Copacabana também foi o cenário de duas apresentações gratuitas independentes nas quais o número de participantes foi registrado de forma mais precisa: em 18 de fevereiro de 2006, os Rolling Stones tocaram para cerca de 1,2 milhão de pessoas no meio da ‘A Bigger Bang Tour’, enquanto cerca de 1,6 milhão de fãs lotaram a famosa praia da cidade para a data final da ‘Celebration Tour’ da Madonna em 4 de maio de 2024. Reportado pela agência de turismo do Rio e pela promotora de shows ‘Live Nation’, o público de 1,6 milhão de pessoas da Madonna é considerado o show de música independente mais assistido da história, e o primeiro de uma artista feminina a exceder 1 milhão de pessoas.

Jean-Michel Jarre vendeu meio milhão de ingressos para seu show na Universidade Estadual de Moscou em 6 de setembro de 1997, com cerca de 3 milhões de pessoas subindo ao topo das colinas ao redor para assistir ao concerto de som e luzes do maestro francês à distância, de acordo com reportagens da época. O recorde de maior público pagante de Jarre é considerado o único show que rivaliza com a extravagância de Stewart em Copacabana em termos de número total de participantes (pagantes ou não). Algumas fontes sugerem que até 4,2 milhões de pessoas se reuniram na Praia de Copacabana na época da apresentação de Stewart, mas, novamente, isso incluiria um número não especificado de participantes que estavam lá apenas para assistir aos fogos de artifício do Réveillon.”

Link para o recorde de Rod Stewart: https://www.guinnessworldrecords.com.br/world-records/73085-largest-free-rock-concert-attendance

Link para o recorde de Jean-Michel Jarre: https://www.guinnessworldrecords.com.br/world-records/69635-largest-paying-rock-concert-attendance-solo

Após a divulgação do público do show da Madonna na Praia de Copacabana, vários jornais e revistas do Brasil publicaram reportagens sobre os maiores shows que já foram realizados. Madonna se tornou a primeira cantora a bater a marca de 1 milhão de pessoas em um único show e várias listas foram publicadas, com Jean-Michel Jarre sendo o único artista aparecendo mais de uma vez em todas as listas. Acreditamos que a alteração no recorde de Rod Stewart foi feita com base nos números oficiais dos shows da Madonna e dos Rolling Stones.

Jean-Michel Jarre é o único artista que aparece mais de uma vez em todas as listas de maiores shows da história

Porém, uma reportagem publicada pelo jornal Folha de S.Paulo no dia 10 de maio, aponta que o espaço onde aconteceu o show da Madonna, comporta no máximo 875.000 pessoas. A estimativa do “Datafolha” foi feita a partir da versão profissional do “Google Earth”, que possibilitou ao instituto calcular o perímetro que o público ocupava segundo fotos aéreas publicadas tanto pela prefeitura quanto pela reportagem e por agências de notícias como a Reuters.

As imagens mostram que as pessoas ocuparam uma área que ia desde o palco principal, em frente ao hotel Copacabana Palace, até as proximidades da avenida Princesa Isabel, onde estava o palco secundário em que o DJ Pedro Sampaio se apresentou após Madonna. O perímetro totalizou 125 mil metros quadrados. O valor foi multiplicado por sete, o número máximo de pessoas que podem ocupar um metro quadrado, de acordo com o manual do Centro de Estudos e Pesquisas de Desastres, o CEPD, da Prefeitura do Rio de Janeiro.

Por outro lado, em eventos de rua, nos quais as pessoas se movimentam, a densidade máxima apontada pelo CEPD é de quatro pessoas por metro quadrado. O que daria um total de 500.000 pessoas, um número mais próximo da realidade.

Show da Madonna na Praia de Copacabana: difícil acreditar que tem mais de 1 milhão de pessoas nessa foto

Uma coisa ninguém discute: Jean-Michel Jarre é o único artista do planeta que reuniu mais de 1 milhão de pessoas em cinco concertos diferentes (veja a tabela abaixo), quatro deles registrados pelo Guinness. Isso é um recorde que o livro não publica e que dificilmente será superado por outro artista.

ANOLOCALCIDADE / PAÍSEVENTOPÚBLICO
1997Universidade EstadualMoscou (Rússia)Aniversário da cidade3.500.000
1990La DéfenseParis (França)Dia da Bastilha2.000.000
1986DowntownHouston (EUA)Aniversário da cidade1.300.000
1995Torre EiffelParis (França)Dia da Bastilha1.200.000
1979Place de la ConcordeParis (França)Dia da Bastilha1.000.000
Público aguardando o início do concerto de Jean-Michel Jarre no La Défense

Fontes: Guinness Book|Folha de S.Paulo|Riotur|

Views: 47