Biografia

Concerto de Mônaco – Casamento Real

Em paralelo a sua turnê pela Europa, o ano de 2011 também foi marcado por um grande projeto, o “Concerto de Mônaco”, a convite do Governo do Principado de Mônaco, para celebração do casamento real do Príncipe Albert II e a ex-nadadora sul-africana, Charlenne Wittstock. O evento que durou dois dias de festividades, contou com um concerto ao ar  livre e gratuíto de Jean Michel Jarre no Porto Hercules, no dia em 1º de julho de 2011.

Jarre no palco, recebe o casal real, os Principes Albert II e Charlenne.

O público gigantesco (por volta de 100 mil pessoas) se reuniram em torno do porto e nas colinas do Principado para ver a produção futurista criada pelo músico francês, que  incluiu um palco de 200m situado no coração de Monaco. Ganhou grande destaque na mídia mundial e foi visto por milhões de pessoas em volta do mundo ao ser transmitido em todo o Principado por telões, transmissão internacional por satélite e Internet. Além da rede Euronews (transmitida para mais de 153 países), e suas afiliadas em todo o mundo, o showevento gerou uma repercussão enorme em toda a Europa, Índia, China, América do Sul e os EUA. No Brasil o concerto foi destaque nos telejornais e na imprensa escrita (jornais e revista), sendo transmitido online pelo provedor UOL. Durante o evento de quase três horas, foi classificado como Top  no Twitter Trends. Estima-se que a audiência tenha chegado a 3 bilhões de pessoas em todo planeta!!!

Os Principes fizeram questão de subirem ao palco para agradecer Jarre e ao público presente. Por sua vez, durante a realização do concerto, Jarre tocou uma marcha nupcial para o casal real.

O ano de 2011, marcou também o lançamento da coletânea lançada como álbum duplo “Essentials & Rarities”, dividido em dois discos: O primeiro, “Essentials” é um best of com os maiores sucessos de Jarre, que segundo ele, foi uma homenagem a seu ex-produtor e amigo, Francis Dreyfus, falecido um ano antes. O segundo disco, “Rarities”, é composto por várias músicas lançadas antes do sucesso “Oxygene”, incluíndo seus primeiros trabalhos eletrônicos, como o primeiro single “La Cage” e a faixa nunca lançada oficialmente “Happiness Is a Sad Song” de 1968, ambas produzidas quando Jarre estava no GRM (Groupe Recherche Musicale) de Pierre Schaeffer.

2012 foi um ano na qual Jarre realizou apenas um concerto particular fechado em Varsóvia,Polônia, para uma companhia de seguros Warta. O músico começou a trabalhar em um projeto de um álbum em colaboração e outro álbum como novas composições, o que fez com o que o artista passasse a viajar regularmente entre EUA, Reino Unido, França, Alemanha, além de seu trabalho a frente da UNESCO, como Embaixador da Boa Vontade.

 Em 12/08/2013, Jarre realizou seu último concerto outdoor, nas ruinas do anfiteatro romano de Cartago na Tunísia, para um festival de música no país e no final do ano, em dezembro um show indoor privado para a companhia russa de petróleo, GAZPROM , durante a inauguração de um novo centro comercial e popular que seria usado para as Olimpiadas de Inverno em Socci, Russia. Este show contou até com patinadores ginastas e um novo show de luzes e efeitos.

 O próximo projeto de Jean Michel Jarre, para o ano de 2015, é o lançamento de um magnífico álbum em colaboração com vários outros artistas da nova e velha geração de músicos da música eletrônica. Este projeto que está em desenvolvimento a mais de 4 anos deverá ser lançado oficialmente apartir do 2° semestre de 2015. A primeira amostra deste trabalho foi a música “Glory”,uma colaboração entre Jarre e a banda M83, que fez parte do curta “EMIC”, um web-documentário patrocinado pelo Google e pelo filme “Interstellar”. Outras colaborações, foram lançadas no formato de EPs em vinil de 12″ , foram as faixas: “Watching you” (colaboração com o Massive Attack), “Zero Gravity” (colaboração com Tangerine Dream) e “Conquistador” (colaboração com o DJ Gesaffelstein), todos oficialmente lançados em junho de 2015.

Além deste projeto em colaboração, Jarre vem prometendo um novo disco solo em seu velho estilo que o consagrou ao longo dos anos. Sobre o projeto de shows e concertos, esperamos para breve uma nova turnê que ocorrerá após o lançamento do novo álbum.

Jarre representa os artistas mundialmente

Jarre ficou satisfeito ao ver "o esforço da China para proteger os direitos e interesses dos artistas".
Jarre discursando na Assembleia do CISAC

 O músico francês Jean Michel Jarre é bastante engajado na representação dos artistas do planeta. Entre 1998 a 2000, Jarre foi o representante dos músicos europeus junto a IFPI (Federação Internacional da Indústria Fonográfica) e apartir de 2013, se tornou Presidente do CISAC (Confederação Internacional das Sociedades de Autores e Compositores). Em seus discursos pelo CISAC, Jarre joga duro contra aqueles que querem ganhar em cima dos artistas e seus direitos sem repassar os lucros para os mesmos. Principalmente grandes empresas e coorporações como Google e Apple ou países cuja legislação não é suficiente para a proteção intelectual ou autoral dos artistas, como é o caso do Brasil,China, Espanha e Canadá.

 

Vida familiar

Anne Parrilaud e Jean Michel Jarre
Anne Parrilaud e Jean Michel Jarre
Jarre e Charlotte Rampling
Jarre e Charlotte Rampling

Jean Michel Jarre foi casado, desde 1978 com a atriz britânica CHARLOTE RAMPLING (Orca, Geordano Bruno, Coração Satânico). Tem três filhos: Barnaby Southcombe(do primeiro casamento de Charlote), Emilie Jarre (do primeiro casamento de Jarre) e David Jarre (nascido de Jarre e Charlote). Atualmente Jarre está divorciado da atriz francesa Anne Parrilaud, após 5 anos de casamento. Tem uma neta de sua filha Emilie, chamada Madeleine Liliane Charlotte.

Um comentário em “Biografia

Os comentários estão desativados.